Fato isusitado

Homem vai à delegacia registrar ocorrência de roubo e acaba preso

Além de Carlos da Silva Costa, foram cumpridos mais seis mandados de prisão.
Imirante Imperatriz11/07/2017 às 08h00

IMPERATRIZ – Nessa segunda-feira (10), foram cumprindo sete mandados de prisão em Imperatriz. Porém, o que chamou mais a atenção foi um homem, que foi à Delegacia da Polícia Civil registrar um boletim de ocorrência do desaparecimento de 20 mil de sua conta bancaria, e acabou preso.
Carlos da Silva Costa de, 53 anos, tinha em seu desfavor, um mandado de prisão, por estupro de vulnerável. O mandado de prisão em desfavor Carlos, é da 4ª Vara Civil, com validade até o ano de 2033. O caso aconteceu na cidade de Davinópolis.
“Ele veio justamente registrar uma ocorrência de furto, comediante fraude, e ao tentar fazer o registro, descobrimos que ele tinha um mandado de prisão por estupro de vulnerável. Recebeu voz de prisão, dando-se cumprimento ao mandado, sendo levado imediatamente para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI)”, informou o delegado regional, Eduardo Galvão.

Além de Carlos da Silva, a polícia também prendeu Dhosa Noleto da Silva. Este por sua vez, tinha dois mandados de prisão, um da 4ª Vara Criminal, pelo crime de roubo majorado com concurso de pessoas, com validade até o ano de 2022, o segundo, também pelo crime de roubo, expedido pelo 2ª Vara Criminal, com validade até o ano de 2026.

Antônio Pereira Matos, de 62 anos, foi preso no domingo, após se envolver num acidente de trânsito. Contra ele tinha um mandado de prisão por homicídio culposo e omissão de socorro. Ainda de acordo com a Polícia Civil, as outras prisões foram por crimes de menor gravidade, como roubo, furto qualificado e não pagamento de pensão alimentícia.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.