Imperatriz sem água

Caema detalha sobre rompimento de adutora que deixa a cidade sem água

A previsão para a normalização do fornecimento de água continua sendo de dois dias.
Imirante Imperatriz com informações da TV Mirante16/01/2017 às 16h09

MPERATRIZ – A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), apresentou detalhes sobre o incidente, desta segunda-feira (16), que deixou 70% da cidade de Imperatriz sem o abastecimento regular de água e a previsão de restabelecimento do serviço. A previsão inicial é de dois dias, mas pode chegar até cinco dias.

A interrupção na distribuição de água tratada para a cidade se deu após a principal adutora, localizada nas imediações da Estação de Tratamento de Água (ETA), ter sido danificada ao ser atingida por uma retroescavadeira.

Conforme as informações da empresa, no momento em que o operador tentou fazer uma perfuração no asfalto, a retroescavadeira acertou a adutora, e levou a jorrar muita água. Contaram os moradores da vizinhança do local, que a água atingiu mais de três metros de altura.

O gerente regional da Caema, Denílson Freitas informou à imprensa que a previsão é de que o problema seja solucionado em dois dias, ou seja, nesta quarta-feira o fornecimento do produto seja normalizado, mas entre os moradores da área temem que esse prazo seja de cinco dias.

Denilson evitou falar sobre o prazo maior, mas disse que se a peça da adutora tiver sido danificada precisará ser trocada. Com isso, será necessário aguardar o envio da nova peça de São Luís. Do contrário, sem a necessidade de troca da peça, a previsão mais otimista é que, ainda, nesta segunda-feira os serviços de restauração da adutora sejam concluídos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.