Prisão

Ação da polícia prende assaltantes de Casa Lotérica em Guimarães

Gerente da Casa Lotérica está entre os supostos envolvidos no assalto. Afirmação feita pelo Comando da Polícia Militar do Maranhão.
Imirante.com, com informações da Mirante AM18/09/2013 às 09h14

SÃO LUÍS - Uma ação que envolveu policiais lotados nas cidades de Guimarães, Mirinzal e Central do Maranhão, e apoio do Grupo de Operações Especiais de Pinheiro culminou na prisão da quadrilha envolvida no assalto a lotérica da cidade de Guimarães ocorrido, por volta das 7h, desta terça-feira (17).

Foram presos Hélio Alcântara de Sousa, o "Helinho", 32 anos, natural de Paço do Lumiar; Anderson Cardoso, 36, natural de Santa Inês; Patrícia Fonseca, 22, natural de São Luís; esposa de Helinho; e Regivany Amorim Ribeiro, 23, natural de Guimarães. O quinto integrante do bando identificado como Márcio de Jesus Rodrigues Soares, 32 anos, conhecido “Marcinho”, continua foragido.

Na delegacia um dos suspeitos disse que o gerente da lotérica Mizael Mendonça Santos, sabia do assalto, confirmado na manhã desta quarta-feira (18), pelo Comandante da Polícia Militar do Estado do Maranhão, coronel Franklin Pacheco, em entrevista ao jornalista Roberto Fernandes e o repórter Domingos Ribeiro, no Ponto Final, na rádio Mirante AM. O comandante afirmou que Mizael chegou a ser preso, mas acabou liberado pela polícia. Os suspeitos disseram ter levado apenas a importancia de R$ 5 mil, distribuídos entre a quadrilha.

Ação - O bando saiu de São Luís em um veículo S10, de cor prata, com placas NHR 5267 – São Luís rumo à cidade de Pinheiro, onde pegaram Anderson e seguiram à cidade de Guimarães. Ao chegar ao destino, “Marcinho” e Anderson tomaram uma motocicleta Honda Fan CG sem placas de assalto no centro.

Com o veículo, a dupla se dirigiu a casa Lotérica e subtraíram a quantia de R$ 29 mil do caixa, segundo denúncia do gerente da Casa Lotérica, Mizael Mendonça. A dupla teria empreendido fuga utilizando a motocicleta, enquanto a S10 dava cobertura para os criminosos.

Inusitado - A polícia foi acionada e os integrantes da quadrilha que estavam no carro foram abordados na MA 306, cerca de 5 KM da cidade de Guimarães. A dupla que fugiu na motocicleta empreendeu fuga pelo mato no povoado Capitiua. Marcinho e Anderson dispararam contra os policiais. Na ação Anderson foi atingido na região da coxa. Ele foi encaminhado para o Hospital Antenor Abreu, em Pinheiro, onde permanece hospitalizado. Na manhã desta quarta-feira (18), uma enfermeira do hospital encontrou a quantia de R$ 1,5 mil no anus de Anderson.

Foragidos - Equipes das Polícias Civil e Militar continuam em diligências a fim de localizar “Marcinho”. Hélio, Patrícia e Regivany foram encaminhados à Delegacia de Guimarães e foram autuados em flagrante delito pelo delegado Jorge Antônio Silva Santos, pelos crimes de roubo e formação de quadrilha.

Eles permanecem detidos na 5ª Delegacia Regional, em Pinheiro, à disposição da Justiça. Hélio Alcantara, o "Helinho", é suspeito de assassinar um policial militar em São Luís, confirmado pelo Comandante da PM, coronel Franklin Pacheco.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.