Tudo para a última rodada

Tuntum e Sampaio empatam em duelo de muitos gols

Com isso, definição dos classificados fica para a última rodada

Thiago Bastos / Imirante Esporte

Partida foi equilibrada e marcada mais pelo lado da disputa do que pela técnica (Crédito: Mariana Farias)
Partida foi equilibrada e marcada mais pelo lado da disputa do que pela técnica (Crédito: Mariana Farias)

TUNTUM - O Tuntum empatou na tarde desta quarta-feira (30) com o Sampaio Corrêa por 3 a 3  no Estádio Rafael Seabra, pelo segundo turno do Maranhense 2022. A partida foi marcada por várias reclamações de arbitragem e lesão grave em um dos atletas do time da casa. Com o resultado, o Tuntum não entra na zona de classificação de seu grupo e facilita um pouco mais a vida do Moto Club. Já o Sampaio iguala com o Pinheiro na liderança de sua chave. 

O duelo começou agitado, e agitado para o time da casa. Logo aos 5 minutos, com time ainda desconcentrado, o Tuntum marcou após jogada pela ponta direita. Luiz Daniel deu chance do rebote e a bola sobrou para Kaká que completou de cabeça sem chances para o goleiro.

Depois disso, por marcar o gol cedo, o “Leão dos Cocais” se retraiu e passou a jogar mais nos contra-ataques. Mesmo assim, o time foi mais perigoso, com jogadas pela ponta-esquerda com Andrezinho.

Por outro lado, o Sampaio – com time modificado – sentia o desentrosamento da nova formação, já que o técnico Léo Condé – conforme adiantou o Imirante Esporte, modificou a equipe dando rodagem ao elenco.

A ligação direta era a única forma do Sampaio chegar ao campo de ataque, mas sem exigir qualquer defesa do goleiro Danilo. A partida se arrastou em placar favorável para o Tuntum até os 23 minutos da primeira etapa, quando houve a parada técnica.

Após a paralisação, o Sampaio Corrêa ainda voltou desconcentrado e Cloves era o jogador mais acionado do time dos “Cocais”.

Primeiro gol da partida foi marcado por Kaká (Crédito: Mariana Farias)
Primeiro gol da partida foi marcado por Kaká (Crédito: Mariana Farias)

Por outro lado, Matheuzinho atuando mais a frente era o atleta boliviano mais procurado, no entanto, sem qualquer tipo de ligação no meio-campo, a bola ficava mais favorável para a defesa adversária e, com isso, o Tuntum se defendia com certa tranquilidade.

Após os 35 minutos, o Sampaio passou a sufocar mais o Tuntum, com jogadas de velocidade de Ronan, em parceria com Eloir, atuando mais adiantado.

Alguns jogadores do Tuntum passaram a usar do artifício de cair em campo, para ganhar tempo, o que foi irritando os jogadores do Sampaio.

Aos 41, Matheuzinho – destaque do Sampaio no primeiro tempo – tentou de bicicleta e só não marcou um golaço por causa do goleiro Danilo. No escanteio, Matheuzinho cabeceou – em posição duvidosa - sem chances para o goleiro Danilo.

No intervalo, vários membros da comissão técnica do Tuntum foram até o árbitro Mayron Frederico dos Reis Novaes reclamar com a arbitragem. Além do técnico Danilo Brito, que tomou cartão amarelo, outros integrantes da comissão técnica foram expulsos.


Segunda etapa

Andrezinho marcou o segundo gol da partida (Crédito: Mariana Farias)
Andrezinho marcou o segundo gol da partida (Crédito: Mariana Farias)

Assim como a primeira etapa, o segundo tempo também começou em ritmo forte. Tanto que aos 4 minutos, em uma jogada na lateral-direita, Negueba cruzou e Andrezinho finalizou de perna direita sem qualquer chance de defesa para Luiz Daniel marcando para o time da casa.

Um minuto mais tarde, após jogada de João Victor, a bola sobrou para Renatinho que, entre os zagueiros, fuzilou no gol de Danilo, empatando a partida.

Aos 15 minutos da segunda etapa, o Sampaio Corrêa reclamou de pênalti em cima de Eron, cometido pelo sistema defensivo do Tuntum. A arbitragem deixou o lance seguir.

Devido à parte física das equipes, os técnicos passaram a mexer nas equipes. Do lado tricolor, entraram Luiz Paulo, Wesley Dias e Soares nos lugares de Ronan, Eloir e Eron. Entrou ainda Maurício no lugar do Van.

Pelo lado do Tuntum, o técnico Danilo Brito incluiu Marcelo no lado esquerdo. E ele passou a dar trabalho para a defesa adversária.

Aos 31 minutos da segunda etapa, após choque entre Matheuzinho e Abu, o lateral do Sampaio foi expulso, em lance duro e bastante controverso quanto à marcação do árbitro. O volante Abu precisou ser levado para o hospital, devido à um corte profundo em uma das pernas.

O jogo foi paralisado, até que a ambulância retornou do hospital. Depois, a partida seguiu em ritmo lento e engrenou no fim.

Já nos acréscimos, Joécio e Kaká caíram na área. O árbitro deu pênalti. Na cobrança, Kaká marcou o 3 a 2. Depois, em bola lançada na área, após cabeçada de Joécio, Soares de meia bicicleta igualou a partida. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.