Novidade

Lançado álbum especial que reforça ideais contra o racismo

O objetivo é aproveitar a febre das figurinhas e o fato do futebol ser uma paixão mundial

Imirante Esporte

O álbum antirracista traz os jogadores que sofreram racismo nas mesmas posições que o álbum original
O álbum antirracista traz os jogadores que sofreram racismo nas mesmas posições que o álbum original

SÃO PAULO - A Universidade Zumbi dos Palmares lança um álbum de figurinhas contando a história e o legado de 62 jogadores que já foram alvo de racismo dentro dos campos de futebol. O objetivo é aproveitar a febre das figurinhas e o fato do futebol ser uma paixão mundial para auxiliar no combate de algo tão presente no nosso dia a dia dentro e fora dos campos.

O álbum antirracista traz os jogadores que sofreram racismo nas mesmas posições que o álbum original, mas todo o seu design tem um tom intervencionista, trazendo as conquistas e feitos desses jogadores para que o racismo não seja capaz de apagar suas trajetórias. 

Na página final, há um QR code que direciona para um site onde uma petição irá acionar a FIFA para banir os países em que acontecerem atos racistas da próxima Copa.

Na página final, há um QR code que direciona para um site onde uma petição irá acionar a FIFA
Na página final, há um QR code que direciona para um site onde uma petição irá acionar a FIFA

Para o professor José Vicente, Reitor e Diretor Geral e Acadêmico da Faculdade Zumbi dos Palmares, este álbum é mais que falar dos casos de racismo que já estão na mídia, é uma maneira de enaltecer as conquistas dos jogadores que fizeram e seguem escrevendo sua história no futebol.

Apesar de vivermos em uma sociedade em que 56% da população é negra, o número de discriminação pela cor de pele continua crescendo. No ano passado foram registradas mais de 50 denúncias e, só no futebol, a alta de casos de racismo foi de 106% (em 2020, foram registrados 31, contra 64 de 2021). Já este ano, de acordo o relatório anual do Observatório de Discriminação Racial, até agosto os casos de racismo no futebol brasileiro já chagavam aos 64.

Na página albumantirracista.com.br, é possível fazer o download da versão digital do álbum.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.