Preparação para a Copa

Brasil vence Gana em penúltimo amistoso antes da Copa do Mundo

Além da expressiva vitória, o confronto também marcou uma série de feitos

Com informações da CBF

- Atualizada em 24/09/2022 às 19h40
Além da expressiva vitória, o confronto também marcou uma série de feitos
Além da expressiva vitória, o confronto também marcou uma série de feitos (CBF)

LE HAVRE - A dupla Neymar e Richarlison fez a diferença no penúltimo amistoso da Seleção Brasileira antes da Copa do Mundo FIFA 2022 Qatar. Com duas assistências do camisa 10 e dois gols do centroavante, a equipe comandada por Tite venceu Gana por 3 a 0, nesta sexta-feira (23), no Estádio Océane, em Le Havre.

Além da expressiva vitória, o confronto também marcou uma série de feitos. Foi o 120º jogo de Neymar, que agora está empatado com Roberto Rivellino em número de atuações com a Seleção Brasileira.

Outro recorde foi de Thiago Silva, que entrou em campo pela 108ª vez e superou Lucio como o zagueiro com mais partidas disputadas pela equipe canarinho.

Os gols da Seleção Brasileira contra Gana não demoraram a sair. Logo nos minutos iniciais, a equipe criou as primeiras chances com Richarlison e Lucas Paquetá. O gol veio na sequência. Aos 9 minutos, Raphinha cobrou escanteio e Marquinhos completou de cabeça. Foi o quinto gol do zagueiro com a camisa da Seleção.

O lado esquerdo com Vinicius Junior e Neymar era uma das armas do Brasil. A dupla funcionou em duas oportunidades com passes que terminaram na finalização de Raphinha.

O segundo gol surgiu dos pés de Neymar. Em boa movimentação, o camisa 10 se desgarrou da marcação e deu bela assistência para Richarlison ampliar: 2 a 0.

A dupla Neymar e Richarlison voltaria a brilhar ainda no primeiro tempo. Aos 39 minutos, o camisa 10 levantou na área e o centroavante completou para o gol: 3 a 0.

Para a etapa final, Tite começou a fazer mudanças na equipe. Uma das novidades foi a entrada de Bremer, com a saída de Thiago Silva no intervalo da partida. O zagueiro fez a sua estreia pela Seleção Brasileira e formou dupla ao lado de Marquinhos.

Durante o segundo tempo, o treinador ainda fez outras modificações e colocou em campo Éverton Ribeiro, Matheus Cunha, Antony e Fabinho.

A entrada de Antony animou a torcida. Alternando pelos lados do campo, o camisa 18 conseguiu abrir a defesa adversária e o time voltou a criar novas chances de gol. Uma das melhores foi Matheus Cunha, que recebeu na área e foi travado na hora da finalização. Foi a última chance da Seleção, que saiu aplaudida pela torcida francesa em Le Havre.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.