Catar 2022

Grupo Globo oficializa cobertura da Copa do Mundo

Na TV aberta, 56 partidas terão transmissão; na TV fechada e GloboPlay, o (a) assinante terá conteúdos exclusivos

Thiago Bastos / Imirante Esporte

Na TV aberta, 56 partidas terão transmissão; na TV fechada e GloboPlay, o (a) assinante terá conteúdos exclusivos
Na TV aberta, 56 partidas terão transmissão; na TV fechada e GloboPlay, o (a) assinante terá conteúdos exclusivos (Divulgação)

SÃO PAULO - O Grupo Globo promoveu nesta terça-feira (20) em São Paulo, em entrevista coletiva, evento para divulgar a cobertura da emissora da Copa do Mundo do Catar. O Grupo Mirante foi convidado e participou da agenda de forma virtual. 

A abertura dos trabalhos foi feita pelo Diretor de Esportes da Globo, Renato Ribeiro, pela Diretora de Eventos Esportivos da Globo, Joana Timóteo e pelo Diretor de Estrategia da Globo, Raymundo Barros.

A coletiva, mediada pela jornalista Bárbara Coelho, contou com todo o time Globo da equipe esportiva. No total, serão 500 profissionais envolvidos na cobertura no Grupo Globo, cuja hashtag é #Tamo Junto pela Copa. O objetivo é, segundo a emissora, “unir o país”, em meio à evitar ações de preconceito e em contexto pós-eleição. 

Para Renato Ribeiro, esta será uma oportunidade de unificação. “Será uma copa atípica pelo período e, por esta razão, desafiadora. Que pelo intuito de torcer pela seleção e para acompanhar um dos maiores eventos do mundo, será também de acompanhamento único com o padrão de excelência da Globo”, disse.

No sinal aberto da TV Globo, serão 56 partidas transmitidas, com equipes no Brasil e no Catar e 160 horas de programação dos jogos e repercussão. O repórter Eric Faria está no Catar, com o repórter cinematográfico o Marcelo Barros, para produzir conteúdos prévios (como uma edição especial do Globo Repórter sobre a Copa a ser exibida no dia 11 de novembro).

Os jogos da seleção brasileira terão a narração de Galvão Bueno, com os comentários de Júnior, Roque Júnior e de Ana Thaís Matos, que será a primeira mulher a comentar jogos do Brasil na TV Globo. “Eu me preparei para isso, e sei que está missão traz prazer e, ao mesmo tempo, responsabilidade”, disse.

O narrador Galvão Bueno confirmou, na coletiva, que esta será a sua última Copa como narrador profissional. Ele confirmou que está em conversas com a emissora para permanecer na grade de programação. No Globo Play, um documentário sobre a carreira de Galvão é produzido e estará disponível para os assinantes GloboPlay a partir de fevereiro de 2023.

Além da transmissão da partidas, o jornalista Alex Escobar - acompanhado de Jojo Todinho, Lucas Gutierrez e do humorista Marcelo Adnet comandarão o Central da Copa.

TV fechada

Nos canais SporTV e Globo Play, o Grupo Globo também trará novidades. No SporTV, a programação inclui a transmissão de todos os 64 jogos ao vivo, além de repercussão nos programas Troca de Passes, Seleção Catar, SporTV News e Tá na Copa. 

No GloboPlay, o (a) assinante terá acesso aos jogos em 4k, com câmeras multiângulo (ou seja, com outras seis posições de câmera além das oficiais de transmissão para o telespectador) e ainda cinquenta minutos de compacto de cada partida.

A transmissão das partidas no GloboPlay ficará a cargo de Tiago Leifert, que volta à produzir conteúdo para a emissora, com as participações do analista de desempenho, Tomás Freitas, do treinador Lisca e da comentarista de arbitragem, Fernanda Colombo.

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.