LBF

Em jogo eletrizante, Sampaio Basquete vence o Blumenau (SC)

Tubarão, que vinha de derrota, assumiu liderança provisória da competição.

Eduardo Lindoso / Imirante Esporte

- Atualizada em 14/05/2022 às 15h08
Lance do duelo Blumenau x Sampaio Basquete no ginásio Sebastião Cruz
Lance do duelo Blumenau x Sampaio Basquete no ginásio Sebastião Cruz (Vitor Bett / LBF)

BLUMNAU – O Sampaio Basquete superou uma lesão na ala/pivô Gabi Guimarães e um erro de estratégia no último período para bater o Blumenau, por 91 x 79, e reagir na Liga de Basquete Feminino (LBF) 2022. A partida foi disputada no ginásio Sebastião Cruz, o Galegão, no interior de Santa Catarina, e só foi decidida na prorrogação, depois um empate, por 7 4 x 74, no tempo normal. A armadora Jennifer O'neill, do time maranhense, foi a cestinha da partida, ao lado de Leila Zabani, do Blumenau, com 21 pontos. Com esse resultado, o time maranhense assume provisoriamente a liderança da LBF, com 22 pontos, mas precisa esperar o SESI Araraquara entrar em quadra neste domingo (15). 

Próximo compromisso 

Na próxima rodada, a terceira deste 2º turno do da LBF, o Sampaio Basquete visita o SESI Araraquara para tentar devolver a derrota sofrida para o time de São Paulo no 1º turno. Esse duelo de líderes será realizado na quarta-feira (18), às 19h30, no ginásio Costa Rodrigues, em São Luís. 

Sampaio mal no 1º tempo 

Vindo de uma derrota para o LBS na rodada passada, mesmo diante do quarto colocado da competição, atuando fora de casa, o Sampaio Basquete tinha como meta a sua reabilitação. Mas no 1º tempo, o que se viu foi muitos erros das duas equipes e o 1º período terminou empatado em 20 x 20. 

No 2º período, o Blumenau foi melhor e venceu por 19 x 12, com 32x39 no placar, deixando o Sampaio bem distante na pontuação. 

Reação do Sampaio e vitória na prorrogação 

No 2º tempo o Tubarão voltou melhor, conseguiu igualar o placar, mesmo com uma lesão em Gabi Guimarães, que vinha sendo um dos destaques na reação, e venceu o 3º período por 24 x 13, já passando à frete do placar, com 56 x 52 diante das donas da casa. 

À frente do placar, e com Tainá Paixão crescendo bastante de produção na partida, sendo líder de assistência do time, com seis, no total, o Sampaio errou nos minutos finais, ao não forçar uma falta, e permitiu que o time catarinense vencesse o 4º período, por 22 x 18, igualando o placar em 74x74 até o fim da partida, levando o jogo para a prorrogação. 

Na prorrogação, mesmo sem a armadora Jennifer O'neill, cestinha da partida, que deixou a quadra após estourar o limite de faltas, o time treinador por Rodrigo Galego se impôs e, com um 17 x 5, bateu o Blumenau por 91 x 79, voltando a pressionar o líder SESI na classificação. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.