Rally dos Sertões

Dupla maranhense completa dura etapa até Araripina/PE

Fábio Cadasso e João Afro estão em 4º lugar no acumulado da categoria Pró Brasil.

Com informações da assessoria

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h02
Fábio Cadasso e João Afro durante percurso da etapa
Fábio Cadasso e João Afro durante percurso da etapa (Fotop )

Araripina – Após percorrer de Patos/PB até Araripina/PE, em meio a muitas pedras, cascalho e piçarra, a dupla da Cadasso Racing, Fábio Cadasso e João Afro #342, completou na 4ª posição na categoria Pró Brasil (5h18min05s), na 2ª etapa do Sertões. Com o resultado estão em 4º na acumulado.

Entre os desafios de domingo, 15, a quebra da caixa de direção fez com que o piloto mostrasse técnica e habilidade durante a dura Especial (trecho cronometrado). “O motor do carro (que esquentou na 1ª etapa) veio bem, mas após apenas 2 km de prova quebrou a caixa de direção e, então, eu vim trazendo o carro no braço. Fiz o rali todo - 250 km de Especial e mais 250 km de asfalto (deslocamentos) - sem um ‘pingo’ de direção hidráulica”, conta o maranhense.

Único piloto da história do Sertões a competir em todas as modalidades – motos, quadriciclos, UTVs, carros e caminhões -, Cadasso diz que “a vontade era tão grande de completar a Especial e de chegar, que veio uma força enorme e consegui pilotar naquelas condições. Nós andamos bem, mas podíamos ter andado muito mais mesmo. Isso é Sertões, estou feliz”. O navegador João Afro completa: “Eu nunca mais na vida digo que sou piloto, depois que presenciei o que Fabio fez hoje.”

Cadasso e Afro destacam que a 29ª edição no maior rali das Américas pode ser uma das mais difíceis da história da prova. A dupla é a única representante do estado do Maranhão no grid dos carros (total de 35 inscritos) e competem com uma Range Rover Evoque, que passou por uma minuciosa revisão durante a noite para largar para 3ª etapa.

Nesta segunda-feira, a Especial (de 220 km) promete ser a mais completa dessa edição e, também, a mais bela, que começa com trechos sinuosos e estreitos de média e baixa velocidade com muitas erosões e pedras e bem travada. O trajeto total terá 451 km, de Araripina/PE até o Parque de Exposições São Raimundo Nonato/PI.

O Sertões 2021, com nove etapas, vai até 22/8, na Praia de Carneiros, no município pernambucano de Tamandaré. Pela primeira vez, o roteiro será 100% no Nordeste e cruza sete estados: Rio Grande do Norte, passando pela Paraíba, Piauí, Bahia, Alagoas e Ceará. No total serão percorridos 3.615 km, dos quais 2.202 de trechos cronometrados.

A equipe Cadasso Racing conta com o patrocínio do Grupo Mateus e Governo do Estado do Maranhão - Secretaria de Esporte e Lazer, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Apoio da Off Road SLZ, Agência Pipa, Postos Júlia Campos e Speed Wrap.

Resultado 2ª etapa – Sertões

Categoria Pró Brasil
1) #341 - Vilson Thomas e Rafael Pereira - 4h24m55s
2) #371 - Cristiano Rocha e Roberto Spessatto – 4h25m40s
3) #340 - Wagner Roncon e Joseane Koerich - 4h27m23s
4) #342 - Fabio Cassado e João Afro - 5h18m5s
5) #350 - Bartolomeu Nunes e Joel Kravtchenko – 6h37m00s

ROTEIRO SERTÕES 2021
17/8 - 4ª etapa “Laço do Vaqueiro”: S. Raimundo Nonato/ S.Raimundo Nonato(PI)
Total: 321km
Local de chegada: Parque de Exposições - São Raimundo Nonato (PI)

18/8 - 5ª etapa “Xique-xique”: S. Raimundo Nonato (PI) / Xique-Xique (BA)
Total = 422 km (MARATONA)
Local de chegada: Parque Aquático Ponta das Pedras

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.