Homenagens

Parentes, amigos e fãs se despedem de Herbert Fontenele

O corpo do comentarista esportivo está sendo velado no Estádio Castelão.

Heider Matos/Imirante Esporte

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h42

SÃO LUÍS – Na chegada ao Estádio Castelão, o corpo do comentarista esportivo Herbert Fontenele Filho foi saudado com uma salva de palmas por dezenas de pessoas, entre autoridades, familiares e torcedores que o acompanharam em sua trajetória no comando do microfone da Mirante. O corpo chegou ao Gigante do Outeiro da Cruz às 14h50, onde está sendo velado. O local do velório foi um pedido do comentarista.

 Foto: Heider Matos/Imirante Esporte
Foto: Heider Matos/Imirante Esporte

Uma bandeira do Sampaio Corrêa, time de coração de “Fontec”, como era chamado pelos amigos, foi colocada por cima do caixão. As homenagens a este ícone do jornalismo esportivo seguem até a manhã desta quarta-feira (17).

Visivelmente abalado, Márcio Lima Fontenele, filho do comentarista, disse que o pai nos últimos dias sentia muitas dores, mas mesmo diante da situação conseguia forças para continuar trabalhando. “A gente vai sentir uma falta imensa. Essa saudade não vai sair nunca. Mas, devido às dificuldades que ele vinha passando, a gente tem um conforto de ele estar descansando. Ele vinha sentindo dores ultimamente. Estava muito debilitado. Mas o importante é que ele nunca deixou suas atividades. No último jogo, ele estava aqui trabalhando, fazendo o que mais gosta. Ele era um homem de muita fé e resistente mais do que eu imaginava. Ele tinha uma força sobre-humana. E quando ele pegava o microfone, ele se revigorava”, lembra o filho de Fontenele.

 Foto: Heider Matos/Imirante Esporte
Foto: Heider Matos/Imirante Esporte

Colegas de trabalho na rádio Mirante AM prestaram suas últimas homenagens ao “Comentarista do Povão”. Para o diretor de jornalismo da rádio Mirante AM, Zeca Soares, Fontenele é um exemplo de profissional a ser seguido. “Posso dizer que tive a grande honra de trabalhar com alguém que foi professor de todos nós e ele deixa para a gente um significado mais completo da palavra compromisso. É um cara que vamos falar por muitos, e muitos anos o exemplo dele. Mesmo doente e sem condições de trabalhar, ele quis, até o último momento, trabalhar. Então eles nos deixa essa lição de compromisso”, disse.

Para o amigo de longas datas e colega de trabalho, José Santos, Fontenele será lembrado por sua crítica e pelo incentivo que dava aos clubes maranhenses. “Fontenele foi um dos baluartes da crônica esportiva maranhense e apesar do seu amor pelo Sampaio, não deixou de incentivar e apoiar os demais clubes. Ele criou um estilo próprio, de maneira crítica, que desagradava a uns e agradava a outros e terminava fazendo com que todos o ouvissem. Em todas as emissoras que ele passou ele deu muito de si”.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.