Sarah Fisher será a primeira mulher a pilotar um Fórmula 1 em 10 anos

CNN

- Atualizada em 27/03/2022 às 15h30

WOKING, Inglaterra -- A norte-americana Sarah Fisher se tornará a primeira mulher em 10 anos a pilotar um carro de Fórmula Um quando participar de uma corrida de exibição na próxima semana, no circuito de Indianápolis, palco do Grande Prêmio dos Estados Unidos.

Fisher pilotará um carro da McLaren em 27 de setembro, primeiro dia de treinos livres para a prova norte-americana.

A jovem, de 21 anos, foi a primeira mulher a competir na Fórmula Indy e, inclusive, largou na pole position no GP de Kentucky, no começo de agosto.

Além disso, tornou-se apenas a terceira mulher a se classificar para as tradicionais 500 Milhas de Indianápolis.

"Estamos felizes em darmos a Fisher essa oportunidade única'', afirmou o diretor da McLaren Internacional, Martins Whitmarsh.

"Nos nossos 39 anos de história, nunca tivemos uma mulher dirigindo um de nossos carros da F1".

Fisher pilotará um modelo MP4-17, utilizado pela McLaren em casos de emergência para seus pilotos David Coulthard e Kimi Raikkonen.

"Estou feliz por pilotar um carro de F1 e em meu país", declarou Fisher, nesta quinta-feira.

"Trata-se de uma oportunidade única e espero que sirva para promover a F1 nos Estados Unidos e também voltar as atenções do mundo para a Indy".

A última vez que uma mulher pilotou um carro da F1 foi a italiana Giovanna Amati, em 1992.

Amati esteve a bordo de um carro da equipe Brabham, mas nunca conseguiu se classificar para uma prova.

Outra italiana, Lella Lombardi, é a única mulher a já ter marcado ponto em uma prova, ao terminar em sexto lugar no GP da Espanha, em 1975.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.