Oitavas de final

Argentina enfrenta Austrália em busca de vaga nas quartas da Copa

Holanda e Estados Unidos abrem disputa das oitavas do Mundial.

Agência Brasil

- Atualizada em 03/12/2022 às 08h17
Os argentinos chegam motivados ao confronto, após uma convincente vitória de 2 a 0 sobre a Polônia que lhe valeu a liderança do Grupo C.
Os argentinos chegam motivados ao confronto, após uma convincente vitória de 2 a 0 sobre a Polônia que lhe valeu a liderança do Grupo C. (Foto: Reprodução / Twitter)

CATAR - A partida entre Argentina e Austrália é o destaque do primeiro dia de jogos das oitavas de final do Mundial do Catar. A equipe do craque Lionel Messi entra no gramado do Estádio Ahmad Bin Ali a partir das 16h (horário de Brasília) deste sábado (3).

Os argentinos chegam motivados ao confronto, após uma convincente vitória de 2 a 0 sobre a Polônia que lhe valeu a liderança do Grupo C. Mas a equipe de Lionel Scaloni pode ter um grande desfalque, o meia-atacante Di María, que se tornou dúvida após reclamar de dores.

Em entrevista coletiva concedida na última sexta (2), o comandante da seleção argentina afirmou que não espera facilidades diante da Austrália: “Não me surpreende que a Austrália esteja nas oitavas de final. Eles são uma boa equipe, tiveram uma boa campanha de classificação, não conseguiram se classificar diretamente para a Copa, fizeram isso na repescagem. Eles têm uma tradição em Copas do Mundo e isso os torna difíceis”.

Já o técnico da Austrália, Graham Arnold, prometeu que lutará muito diante da Argentina em busca da vaga nas quartas: “Sem desrespeitar a Argentina nem nada, mas são 11 contra 11, e são 10 camisas azuis contra 10 amarelas. Será uma batalha”.

Mas as oitavas de final do Mundial serão abertas mais cedo, a partir das 12h, quando a Holanda medirá com os Estados Unidos no Estádio Internacional Khalifa.

Apesar de não apresentar um futebol vistoso na fase de grupos, a Laranja Mecânica tem a segunda melhor campanha da competição, com 7 pontos e saldo de 4 gols positivos (a melhor campanha é da Inglaterra, com 7 pontos e saldo de 7 gols).

E o técnico da Holanda, Louis Van Gaal, deixou claro que a sua equipe precisará jogar melhor do que fez até aqui para superar uma seleção que faz uma boa Copa no Catar: “Os EUA demonstraram que têm uma excelente equipe, eu diria até mesmo uma das melhores equipes, uma equipe que é afinada, [mas] não é nada que não possamos superar”.

Porém, a equipe norte-americana aguarda ainda para saber se poderá contar ou não com o seu líder técnico, o atacante Christian Pulisic. O jogador do Chelsea (Inglaterra) sofreu uma lesão pélvica na vitória sobre o Irã na última terça-feira (29) e a expectativa do técnico Gregg Berhalter é de que ele entre em campo contra os holandeses: “Parece muito bom [o Pulisic], mas teremos que vê-lo hoje em campo para ter a confirmação disso”.

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.