Copa do Mundo

Brasileira vai integrar primeiro trio de arbitragem feminino em um jogo masculino de Copa do Mundo

A auxiliar Neuza Inês Back estará na partida entre Costa Rica e Alemanha.

Imirante Esporte, com informações da CBF

Neuza Inês Back fará história em duelo da Copa do Mundo 2022.
Neuza Inês Back fará história em duelo da Copa do Mundo 2022. (Liamara Polli / CBF)

DOHA (CATAR) - A brasileira Neuza Inês Back está escalada para integrar o primeiro trio de arbitragem totalmente feminino em uma Copa do Mundo Masculina. Nesta quinta-feira (1º), a auxiliar estará no duelo entre Costa Rica e Alemanha, pela última rodada do Grupo E, ao lado da árbitra central Stéphanie Frappart (FRA), a assistente Karen Diaz Medina (MEX), e a quarta árbitra Said Martinez (HON).

Aos 38 anos, Neuza Inês Back já superou outras barreiras no futebol: a assistente atuou no Mundial de Clubes FIFA de 2020, na primeira arbitragem completamente feminina da competição, ao lado da árbitra Edina Alves Batista. Além disso, Neuza também formou o primeiro quarteto feminino a apitar um jogo da CONMEBOL Libertadores. Catarinense de origem, a profissional é filiada da Federação Paulista de Futebol (FPF) e tem mais de 100 partidas na Série A do Campeonato Brasileiro.

Além de Neuza, a arbitragem brasileira marca presença com sete indicações na Copa do Mundo FIFA Qatar 2022, um recorde do país em Mundiais. A equipe é composta pelos árbitros centrais Wilton Pereira Sampaio e Raphael Claus, os assistentes Bruno Pires, Bruno Boschilia, Danilo Manis e Rodrigo Figueiredo. Com as indicações, o Brasil é o país, ao lado da Argentina, com o maior número de representantes no torneio. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.