Série B

Sampaio Corrêa perde para o Náutico e continua no meio da tabela da Série B

Com 46 pontos, Tricolor ainda corre risco remoto de rebaixamento na Segundona.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte15/11/2021 às 20h34
Sampaio Corrêa perde para o Náutico e continua no meio da tabela da Série BNáutico e Sampaio Corrêa se enfrentaram no Estádio dos Aflitos, pela 36ª rodada da Série B. (Marlon Costa / Pernambuco Press)

RECIFE - Embalado por duas vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro Série B, o Sampaio Corrêa encarou o Náutico na noite desta segunda-feira (15), no Estádio dos Aflitos, com o objetivo de manter a boa fase e garantir matematicamente a permanência na Segundona para 2022. Mesmo jogando fora de casa, o Tricolor não se intimidou, teve um início promissor diante do Timbu, criou boas oportunidades, mas perdeu força no segundo tempo e foi derrotado por 2 a 1 pela equipe alvirrubra, em partida válida pela 36ª rodada da Série B.

Depois de fazer um primeiro tempo equilibrado, com grandes chances de gol diante do Náutico, o Sampaio Corrêa sofreu com a pressão dos donos da casa na etapa final. Camutanga, aos 23 minutos, abriu o placar para o Timbu após desviar finalização de Juninho Carpina, e Álvaro, aproveitando sobra de bola em chute de Jean Carlos, encaminhou a vitória alvirrubra aos 27 minutos. Gabriel Popó, já aos 41, diminuiu o prejuízo do Sampaio e deu emoção ao duelo nos Aflitos, mas o Náutico se segurou bem e garantiu o resultado positivo em casa.

Mesmo com a derrota fora de casa, o Sampaio Corrêa permanece na 10ª colocação da Série B, com 46 pontos, cinco a mais que o Londrina, equipe de melhor campanha na zona de rebaixamento da Segundona. Já o Náutico, com 52 pontos, está em oitavo lugar na competição nacional, com remotas chances de acesso para a Primeira Divisão.

Agora, o Sampaio Corrêa volta as atenções para o último jogo em casa nesta temporada, diante do Cruzeiro, pela 37ª e penúltima rodada da Série B. A Bolívia Querida encara a Raposa na noite desta quinta-feira (18), a partir das 21h, no Estádio Castelão, com transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte. O Náutico, por sua vez, encara o Avaí na noite deste domingo (21), às 18h30, no Estádio dos Aflitos.

O jogo

Contando com o apoio da torcida no Estádio dos Aflitos, o Náutico tomou a iniciativa diante do Sampaio Corrêa, que se esforçou muito para frear as tentativas alvirrubras. Aos nove minutos, Rafael Ribeiro aproveitou cobrança de escanteio de Jean Carlos, fez o desvio de cabeça e a bola passou perto do gol. Pouco depois, aos 13, o Timbu perdeu nova chance com Paiva, que foi lançado por Jean Carlos e tentou o gol por cobertura, na saída de Luiz Daniel, mas a bola foi para fora.

O Náutico voltou a desperdiçar uma grande oportunidade de gol aos 16 minutos. Jean Carlos, da entrada da área, arriscou o chute forte, para grande defesa de Luiz Daniel. Paiva, atento, conseguiu a finalização no rebote, e Luiz Daniel se recuperou a tempo de espalmar a bola mais uma vez. Depois disso, o Sampaio Corrêa conseguiu suas primeiras oportunidades: Roney, aos 21, arriscou o chute cruzado da entrada de área, com a bola saindo pela linha de fundo, e Jackson, aos 24, cobrou falta com força e parou em uma difícil defesa de Anderson.

Na reta final do primeiro tempo, o Sampaio Corrêa dominou o Náutico e levou perigo aos donos da casa. Aos 39 minutos, Ferreira levantou a bola na grande área, Nilson Junior tentou o voleio na grande área, e a defesa do Timbu fez o corte no momento da finalização. Já aos 47, Léo Artur cobrou escanteio, Paiva tentou fazer o corte e quase marcou gol contra: Anderson, bem posicionado, segurou firme e evitou o gol da Bolívia Querida.

Náutico deslancha no segundo tempo, e Sampaio tem reação tardia

Depois de ser sufocado pelo Sampaio Corrêa nos últimos 20 minutos do primeiro tempo, o Náutico voltou com uma postura mais agressiva para a etapa final. Logo aos oito minutos, Thássio foi lançado em profundidade, ficou cara a cara com Luiz Daniel e chutou duas vezes para o gol, porém, o goleiro do Tubarão rebateu as tentativas do lateral alvirrubro.

Como o Sampaio Corrêa encontrava dificuldades para avançar, o Náutico mantinha a pressão no campo de ataque. Aos 20 minutos, Thássio cruzou a bola na medida para Álvaro, que conseguiu a cabeçada e mandou a bola para fora. A pressão do Timbu só surtiu efeito aos 23: Juninho Carpina arriscou de longe após sobra de bola em escanteio, Camutanga fez o desvio, e a bola foi parar no fundo do gol.

Animado, o Náutico não demorou a ampliar a vantagem diante do Sampaio Corrêa. Aos 27 minutos, Jean Carlos recebeu passe na grande área, chutou, a bola desviou em Álvaro e foi para o gol. A arbitragem marcou impedimento, entretanto, o VAR validou o lance. O Sampaio ainda diminuiu o prejuízo aos 41 minutos, com Gabriel Popó, que recebeu cruzamento de Éder Lima e cabeceou com estilo, sem chances para Anderson. O gol, entretanto, foi insuficiente para impedir o tropeço do Tubarão, que ainda voltou a balançar as redes aos 48, com Ciel, mas a arbitragem anulou o lance.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO: Anderson; Thássio, Rafael Ribeiro (Carlão), Camutanga e Junior Tavares; Matheus Trindade, Matheus Jesus (Marciel), Rhaldney (Juninho Carpina), Vinicius (Murillo) e Jean Carlos; Paiva (Álvaro). Treinador: Hélio dos Anjos

SAMPAIO CORRÊA: Luiz Daniel; Mauricio, Allan Godói, Nilson Junior e Éder Lima; Betinho, Ferreira (Baraka), Gui Campana (Ciel) e Léo Artur (Gabriel Popó); Roney (Diego Cardoso) e Jackson. Treinador: João Brigatti

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.