Série B

Sampaio Corrêa desperdiça pênalti, empata com o Operário Ferroviário e perde chance de encostar no G4 da Série B

Tricolor acumulou chances perdidas e não conseguiu a vitória sobre o Fantasma no Castelão.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte11/09/2021 às 18h56
Sampaio Corrêa desperdiça pênalti, empata com o Operário Ferroviário e perde chance de encostar no G4 da Série BSampaio Corrêa e Operário Ferroviário se enfrentaram no Castelão. (John Tavares / Sampaio Corrêa FC)

SÃO LUÍS - De olho nas primeiras colocações do Campeonato Brasileiro Série B, o Sampaio Corrêa disputou, na tarde deste sábado (11), pela 23ª rodada da Segundona, um importante duelo para as suas pretensões na competição nacional, diante do Operário Ferroviário, que também está sonhando com o acesso à elite do futebol brasileiro. Mesmo jogando em casa, no Estádio Castelão, e motivado pela oportunidade de encostar no G4 da Segundona, o Tricolor não conseguiu o resultado desejado e teve que se contentar com o empate por 0 a 0 contra o Fantasma.

Disposto a não deixar a vitória escapar, o Sampaio Corrêa pressionou o Operário Ferroviário no primeiro tempo, porém, não conseguiu transformar essa superioridade em vantagem no placar. Na etapa final, a Bolívia Querida teve uma grande chance de abrir o placar aos 10 minutos do segundo tempo, após Diego Cardoso ser derrubado por Simão na grande área e a arbitragem marcar pênalti, mas Nadson perdeu a oportunidade, mandando a bola para fora. O Tricolor ainda ensaiou uma pressão nos minutos finais, sem sucesso.

Com o empate no Castelão, o Sampaio Corrêa está na sétima colocação da Série B, com 35 pontos, quatro a menos que o quarto colocado Goiás, que ainda joga nesta rodada da competição nacional e pode ampliar a vantagem sobre a equipe maranhense. Já o Operário Ferroviário, que não vence há três jogos, está com 33 pontos e ocupa a nona posição da Segundona.

O próximo compromisso do Sampaio Corrêa na Série B será disputado na noite desta sexta-feira (17), às 20h30, diante do Confiança, que ocupa a última posição da Segundona. A partida acontecerá na Arena Batistão, em Aracaju, com cobertura completa do Imirante Esporte e transmissão da rádio Mirante AM. Antes disso, na quinta-feira (16), o Operário Ferroviário encara o Cruzeiro na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, a partir das 19h.

O jogo

Assim que a bola rolou no Castelão, o Sampaio Corrêa foi ao campo de ataque, disposto a abrir vantagem diante de um Operário Ferroviário que ainda estava se organizando no setor defensivo. Logo aos cinco minutos, o Tricolor teve uma ótima chance: lançado na ponta-direita, Pimentinha passou por Fabiano e chutou rasteiro, obrigando Simão a espalmar a bola pela linha de fundo.

Mesmo com dificuldades para passar pela forte marcação do Operário Ferroviário, o Sampaio Corrêa continuava criando oportunidades. Aos 21 minutos, Mascarenhas fez o cruzamento para a grande área e Nadson conseguiu o desvio de cabeça, sem muita força, para defesa tranquila de Simão. A resposta do Fantasma veio aos 25, em duas tentativas de Marcelo: depois de ser lançado na grande área e ter sua finalização travada pela defesa do Sampaio, o meia teve mais uma chance após Paulo Sérgio pegar a sobra de bola e levantar na grande área, mas cabeceou para fora.

Os minutos finais do primeiro tempo foram marcados pela disputa intensa no meio-campo, com as duas equipes freando maiores tentativas de finalização. O Sampaio Corrêa, entretanto, conseguiu uma última chance aos 45 minutos, com Watson, que arriscou de fora da área e viu a bola passar perto do canto direito de Simão.

Nadson perde pênalti, e Sampaio não consegue a vitória em casa

O Sampaio Corrêa voltou para a etapa final com a mesma agressividade do começo do primeiro tempo e conseguiu uma grande oportunidade de gol aos 10 minutos, após Diego Cardoso ser derrubado por Simão na grande área e a arbitragem marcar pênalti. Nadson, porém, cobrou o pênalti para fora, e o Tricolor não conseguiu abrir o placar no Castelão.

Abatido pelo pênalti desperdiçado, o Sampaio Corrêa teve que lidar com os avanços do Operário Ferroviário. Aos 22 minutos, Jean Carlo fez o levantamento para Gustavo Coutinho, que cabeceou para fora. Já aos 29, Djalma Silva foi lançado na ponta-esquerda, chutou forte e obrigou Luiz Daniel a fazer uma difícil defesa.

Na reta final de jogo, o time do Sampaio Corrêa avançou suas linhas e esboçou uma última pressão sobre o Operário Ferroviário, que parecia estar satisfeito com o empate no Castelão. Gui Campana, aos 43 minutos, recebeu passe de Watson na entrada da grande área, chutou forte, e a bola passou perto do gol. Aos 45, Pimentinha recebeu passe na direita, cortou para o meio e arriscou a finalização, que também saiu pela linha de fundo.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Luiz Daniel; Watson, Joécio, Éder Lima e Mascarenhas (Zé Mário); Ferreira, Eloir (Márcio Araújo) e Nadson (Gui Campana); Pimentinha, Jean Silva (Roney) e Jackson (Diego Cardoso). Treinador: Felipe Surian

OPERÁRIO FERROVIÁRIO: Simão; Fábio Alemão, Rodolfo Filemon, Reniê e Fabiano; Leandro Vilela (Pedro Ken), Marcelo Santos, Thomaz (Gustavo Coutinho) e Marcelo (Alan); Djalma Silva (Alemão) e Paulo Sérgio (Jean Carlo). Treinador: Matheus Costa

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.