Série B

Sampaio Corrêa perde de virada para o Botafogo (SP) e aumenta série negativa na Série B

Tricolor praticamente deu adeus à briga por vaga na Série A.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte12/01/2021 às 22h12
Sampaio Corrêa perde de virada para o Botafogo (SP) e aumenta série negativa na Série BBotafogo-SP e Sampaio Corrêa se enfrentaram no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. (Thiago Calil / AGIF)

RIBEIRÃO PRETO - Sensação no primeiro turno do Campeonato Brasileiro Série B, com uma campanha que fez a torcida sonhar com a vaga na Primeira Divisão em 2021, o Sampaio Corrêa lida agora com uma fase terrível no returno da competição nacional. Em duelo válido pela 34ª rodada da Segundona e disputado na noite desta terça-feira (12), no Estádio Santa Cruz, a Bolívia Querida perdeu de virada por 2 a 1 para o Botafogo (SP), sofreu a sexta derrota consecutiva, completou oito jogos sem vitórias e praticamente deu adeus à briga pelo acesso à Série A, torneio que não disputa há 35 anos.

Pressionado pela série negativa, o Sampaio Corrêa fez um primeiro tempo de alto nível, que lembrou o seu melhor momento na Série B. Com uma marcação forte, que dificultou a saída de bola do Botafogo, o Tricolor criou várias oportunidades de gol e abriu o placar aos 34 minutos, em cobrança de pênalti do atacante Jackson, após Marcinho ser derrubado por Walisson Maia na grande área. Na etapa final, entretanto, o Sampaio diminuiu o ritmo e foi castigado pelo Botafogo, que rapidamente virou o jogo: de pênalti, Michel Douglas deixou tudo igual para a Pantera aos sete minutos, enquanto Ronald, aos 13, anotou o segundo gol dos donos da casa. Depois disso, o Sampaio foi ao ataque, mas não teve força e nem criatividade para evitar mais uma derrota na Segundona.

O tropeço em Ribeirão Preto fez o Sampaio Corrêa despencar para a 12ª colocação da Série B, com 45 pontos em 34 jogos. A Bolívia Querida está a sete pontos de distância do CSA, equipe de pior campanha no G4, e tem oito pontos a mais que o Figueirense, primeiro clube na zona de rebaixamento. O Botafogo, por sua vez, chegou aos 33 pontos com a vitória em casa, mas ainda permanece na penúltima posição da Segundona.

Com chances remotas de acesso e de rebaixamento, o Sampaio Corrêa volta a campo pela Série B na noite desta sexta-feira (15), às 19h15, diante do Paraná, no Estádio Castelão. A partida terá transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte. Também nesta sexta, mas às 21h30, o Botafogo terá uma difícil missão contra o líder América Mineiro, no Estádio Independência, em Belo Horizonte.

O jogo

Focado em se recuperar na Série B, o Sampaio Corrêa tentou aproveitar a situação desesperadora do Botafogo e tomou a iniciativa em Ribeirão Preto. Logo aos seis minutos, Joazi tentou o cruzamento para Jackson, a zaga da Pantera afastou, e a bola sobrou para Léo Costa, que chutou forte e quase abriu o placar para o Tubarão. Já aos 13, novo avanço do Sampaio: na entrada da área, Roney tentou o chute colocado no canto esquerdo de Igor, que espalmou a bola para a lateral.

Apostando na forte marcação na saída de bola do Botafogo, o Sampaio Corrêa acumulou oportunidades de gol. Aos 17 minutos, André Luiz desarmou Val no meio-campo, chutou forte, e Igor, bem posicionado, rebateu a finalização para cima. Pouco depois, aos 22, Luketa perdeu a bola, Jackson avançou pelo meio e arriscou o chute, obrigando Igor a se esticar todo para salvar os donos da casa.

O domínio do Sampaio Corrêa se refletiu no placar aos 34 minutos: após Marcinho ser derrubado por Walisson Maia na grande área e a arbitragem marcar pênalti, Jackson fez uma cobrança perfeita e colocou o Tubarão em vantagem. Mesmo com o gol, o Sampaio não diminuiu o ritmo: aos 38, Jackson deu um passe na medida para Pimentinha, mas Igor saiu do gol e evitou a finalização do atacante tricolor.

Botafogo vira o placar em pouco tempo e aumenta crise do Sampaio

Depois de um excelente primeiro tempo, o Sampaio Corrêa não soube lidar com a postura agressiva do Botafogo na etapa final. Logo aos seis minutos, Michel Douglas foi derrubado por Joazi na grande área, cobrou pênalti com categoria e deixou tudo igual para os donos da casa. Aos 13, a virada dos donos da casa: Ronald foi lançado por Val, ganhou de Luis Gustavo na corrida e chutou cruzado, sem chances para Gustavo.

Atordoado com a rápida reação do Botafogo, o time do Sampaio Corrêa tentou reestabelecer o domínio da partida, mas faltou tranquilidade e habilidade para encontrar espaços na defesa da Pantera. Enquanto o Sampaio sofria para avançar, o Botafogo assustava nos contragolpes: aos 27 minutos, Ronald foi lançado e ficou cara a cara com Gustavo, mas demorou a finalizar e foi desarmado pelo goleiro da Bolívia Querida.

Na reta final de partida, o Sampaio Corrêa ainda teve uma boa oportunidade para empatar o jogo no Santa Cruz. Aos 36 minutos, Marcinho cobrou falta, André Luiz fez o desvio de cabeça, e a bola passou perto do gol. A resposta do Botafogo veio já aos 50 minutos, com Cássio Ortega, que foi lançado por Val e chutou fraco, para defesa tranquila de Gustavo. O lance, entretanto, não fez falta para a Pantera, que garantiu uma vitória importante na Série B e complicou ainda mais a vida do Sampaio.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO-SP: Igor; Raniele, Robson, Walisson Maia (Jordan) e Guilherme Romão; Val, Victor Bolt (Elicarlos), Matheus Anjos (Bady) e Luketa (Cássio Ortega); Michel Douglas (Judivan) e Ronald. Treinador: Moacir Junior

SAMPAIO CORRÊA: Gustavo; Joazi (Eloir), Joécio, Paulo Sérgio e Luis Gustavo; André Luiz, Léo Costa (Vinicius Kiss) e Marcinho (Mailson); Pimentinha (Diego Tavares), Roney (Gustavo Ramos) e Jackson. Treinador: Léo Condé

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.