Série B

Sampaio Corrêa deslancha no segundo tempo, vence o CSA e sobe na tabela da Série B

Tricolor mantém invencibilidade em casa e se afasta do Z4 da Segundona.

Gustavo Arruda / Imirante Esporte

- Atualizada em 27/06/2022 às 23h03
O Sampaio Corrêa venceu o CSA no Castelão.
O Sampaio Corrêa venceu o CSA no Castelão. (Ronald Felipe / Sampaio Corrêa FC)

SÃO LUÍS - De volta aos braços da torcida tricolor no Estádio Castelão, após duas partidas consecutivas como visitante no Campeonato Brasileiro Série B, o Sampaio Corrêa encarou o CSA na noite desta segunda-feira (27), em duelo válido pela 15ª rodada da Segundona, com o objetivo de manter a invencibilidade como mandante na competição nacional, se afastar da zona de rebaixamento e se aproximar do G4. Depois de um primeiro tempo equilibrado e sem gols, o Tubarão mostrou sua força na etapa final, venceu a equipe alagoana por 2 a 0 e subiu na classificação da Série B.

Disposto a manter a boa fase em casa na Série B, o Sampaio Corrêa pressionou o CSA no primeiro tempo, porém, a equipe alagoana segurou o empate sem gols e ainda proporcionou alguns sustos para a defesa tricolor. Na volta do intervalo, o Sampaio manteve o ritmo e foi recompensado logo no primeiro tempo: após receber belo passe de Pimentinha, Rafael Vila deu um toque preciso para desmontar a defesa do CSA e deixar Gabriel Poveda livre para marcar o primeiro gol da Bolívia Querida. Pouco depois, aos 11, o Tubarão ampliou a vantagem com Ygor Catatau, que desviou cobrança de falta de Gabriel Poveda. Depois disso, o Sampaio diminuiu o ritmo, o CSA foi ao ataque, mas o placar não teve mais mudanças.

Com a vitória diante da torcida tricolor no Castelão, o Sampaio Corrêa chegou aos 19 pontos e assumiu temporariamente a nona posição da Série B. O Tricolor ainda aguarda outros jogos para saber qual será sua colocação definitiva na rodada. Já o CSA, com 15 pontos, está na 15ª colocação da Segundona e corre o risco de encerrar a rodada na zona de rebaixamento.

Dono de uma grande campanha em casa, o Sampaio Corrêa terá mais uma oportunidade de encerrar o jejum de vitórias como visitante na Série B na noite desta sexta-feira (1º), às 19h, diante da Chapecoense, na Arena Condá, em duelo com transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte. O CSA, por sua vez, encara o Londrina na manhã deste sábado (2), às 11h, no Estádio do Café.

O jogo

Assim que a bola começou a rolar no Castelão, o Sampaio Corrêa foi ao campo de ataque e pressionou o CSA. Logo aos dois minutos, Mateusinho chutou de muito longe, Marcelo Carné espalmou, e a bola caiu nos pés de Ygor Catatau, que foi travado pela defesa azulina e teve uma segunda oportunidade de marcar, mas mandou a bola para fora. Já aos seis, Lucas Hipólito cobrou falta, Marcelo Carné afastou de soco, a bola voltou para Lucas Hipólito, que fez um novo levantamento e encontrou André Luiz, que desviou de cabeça e tirou tinta do travessão.

Depois de sufocar o CSA no começo de partida, o Sampaio Corrêa diminuiu o ritmo e insistiu nos levantamentos para a grande área, devidamente afastados pela defesa azulina. Com a zaga bem, o CSA tentou responder no campo de ataque, mas faltou criatividade: Osvaldo, aos 25, encontrou um espaço na defesa da Bolívia Querida e arriscou um chute cruzado pela equipe alagoana, sem sucesso.

Na reta final do primeiro tempo, o Sampaio Corrêa avançou suas linhas, encontrou espaços e voltou a perder chances de gol. Aos 32 minutos, Ygor Catatau recebeu belo passe de Pimentinha, ficou cara a cara com Marcelo Carné, mas acertou a trave. O CSA respondeu pouco depois, aos 35, em chute de Gabriel, que foi defendido com firmeza por Luiz Daniel. As duas equipes ainda tiveram ótimas oportunidades em seguida:  Pimentinha, aos 38, obrigou Marcelo Carné a salvar o CSA em uma defesa em dois tempos, e Rodrigo Rodrigues, aos 39, acertou a trave do Sampaio em um chute cruzado.

Sampaio Corrêa melhora e resolve a partida em menos de 15 minutos

Antes que o cenário do segundo tempo se desenhasse no Castelão, o Sampaio Corrêa conseguiu abrir o placar: com apenas um minuto, Pimentinha deu um belo lançamento para Rafael Vila, que invadiu a área, chamou a marcação e deu um toque sutil para Gabriel Poveda, completamente livre, mandar a bola para o gol vazio. Pouco depois, aos quatro, Ygor Catatau recebeu passe, bateu na saída de Marcelo Carné e quase ampliou a vantagem tricolor.

Tranquilo em campo, o Sampaio Corrêa não demorou a marcar o segundo gol. Aos 11 minutos, Gabriel Poveda cobrou falta com força, Ygor Catatau fez o desvio e enganou Marcelo Carné, que deu um pulo para a direção oposta e só viu a bola entrar no gol. Pressionado, o CSA tentou uma resposta rápida aos 17, mas Luiz Daniel defendeu sem sustos a finalização de Lucas Barcelos.

Satisfeito com o placar, o Sampaio Corrêa valorizou a posse de bola no restante da partida, enquanto o CSA ainda tentava esboçar uma pressão final, mesmo sem muita criatividade. Aos 40 minutos, Marco Túlio recebeu passe de Igor e bateu de primeira, mas mandou a bola para fora. Depois disso, o Sampaio esperou o tempo passar para comemorar mais uma vitória ao lado da torcida no Castelão.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Luiz Daniel; Mateusinho, Allan Godói, Nilson Junior e Lucas Hipólito; André Luiz (Lucas Araújo), Ferreira e Rafael Vila (Eloir); Pimentinha (Maurício), Ygor Catatau (Eron) e Gabriel Poveda (Rafael Costa). Treinador: Léo Condé

CSA: Marcelo Carné; Lucas Marques (Igor), Wellington Nascimento, Lucão e Diego Renan (Edson); Geovane, Giva Santos e Gabriel; Osvaldo (Bruno Mezenga), Rodrigo Rodrigues (Yann Rolim) e Lucas Barcelos (Marco Túlio). Treinador: Alberto Valentim
 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.