Luto

ITZ: cronistas esportivos lamentam morte de Fontenele

Herbet Fontinele morreu na manhã desta terça-feira (16), em São Luís.

João Rodrigues / Imirante Imperatriz

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h42
(A. Baêta/Arquivo)

IMPERATRIZ – A morte de Herbet Fontenele, na manhã desta terça-feira (16), em São Luís, um dos principais cronistas esportivos do Estado, deixou triste amigos, colegas e fãs do veterano radialista. Cronistas esportivos da Região Tocantina lamentaram de Fontenele.

Conhecido pela posição firme em seus comentários, às vezes ácido, sobre o futebol maranhense, Fontenele é tido como uma referência no futebol maranhense. Não por um acaso o nome do programa que ele comandava na Mirante AM tinha um nome bem sugestivo Fontenele é o Esporte.

“Descanse em paz grande Fontenele! Sem dúvida dono de uma das maiores audiências no rádio esportivo maranhense”, escreveu o narrador esportivo Sérgio Rodrigues em uma rede social.

O radialista Marcelo Rodrigues relembrou do período em que conheceu Fontenele, na década de 1980.

“Eu ouvi o Fontenele em rádio na minha adolescência, mas eu tive o prazer pelas curvas que a vida dá, de trabalhar com ele na Rádio Ribamar. Ficamos juntos, ele era diretor da equipe, eu e o Magno Figueiredo éramos narradores e ele era o repórter e depois passou a ser comentarista ao lado do, também, saudoso Oliveira Ramos”, relembra Marcelo Rodrigues.

Marcelo ressalta a facilidade e a identificação que Fontenele tinha em comentar sobre o futebol do Maranhão, sobretudo em fazer críticas.

“Mas a crítica do Fontenele era construtiva em todos os aspectos, ele mostrava o que era necessário fazer para melhorar o futebol do Maranhão, para qualificar os bons jogadores que o Maranhão tem e teve”, ressalta, acrescentando que da Rádio Ribamar Fontenele foi para a Rádio Mirante em 1988.

Marcelo relembra a última conversa que teve com Fontenele foi no Estádio Castelão após a partida entre Moto Club e Imperatriz pelo Campeonato Maranhense, ocasião em que o radialista demonstrava toda a alegria pela melhoria do futebol estadual e a campanha do Sampaio no Brasileiro.

“Pois é Marcelo, esse futebol nosso não vai pra frente, essa coisa toda, mas melhorou, o Sampaio melhorou, você está vendo aí (...). E esse time do Imperatriz vai dar trabalho, são tudo refugo, mas tudo fazendo o melhor”, diz Marcelo reconstruindo parte do diálogo que teve com Fontenele. Marcelo Rodrigues encerra a entrevista ao Imirante Imperatriz emocionado, com os olhos cheios d´água, ao relembrar do amigo que falou da doença e demonstrava muita vontade de viver.

O cronista esportivo Carloto Júnior relembra ter ouvido falar em Fontieele nos anos 1980. “Foi durante a transmissão de uma partida do Flamengo, em Codó, época em que Fontinele comandava a equipe de esportes da Rádio Ribamar e o narrador Gilson Rodrigues, que já trabalhava com ele, foi narrar e me convidou para comentar”, ressalta.

Carloto afirma que a morte de Fontenele é uma grande perda para a crônica esportiva e o futebol maranhense.

“O esporte, em geral, perde muito com o falecimento de Fontenele, um apaixonado, como eu, pelo futebol. Ele fez história, deixou um legado, ensinou muita gente e foi inspiração para muitos outros cronistas esportivos”, lamenta Carloto, que deseja força à família e amigos do veterano radialista.

O cronista esportivo Marcelo Júnior, um dos jovens e destacados profissionais da área no Estado, diz que recebeu com muita tristeza a morte de Fontenele a quem tinha como uma grande referência profissional.

“O rádio esportivo do Maranhão fica menor com a ausência de Herbert Fontenele. Nome consagrado do rádio brasileiro, de grande destaque no Maranhão. Sem Fontinele o rádio esportivo não será mais o mesmo”, destaca Marcelo Júnior.

Além de comentários, Marcelo Junior lembra que Fontenele comandava uma audiência incontestável e ao longo dos anos soube trabalhar e motivar jogadores e buscar melhorias junto a dirigentes maranhense.

“Descanse em paz Fontec! O rádio esportivo com certeza fica menor com sua ausência”, finaliza.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.