Futebol

Tite faz balanço de 2020 e projeta próximos desafios da Seleção Brasileira

Brasil venceu as quatro partidas que disputou e assumiu a liderança das Eliminatórias.
Imirante Esporte, com informações da CBF01/01/2021 às 18h46
Tite faz balanço de 2020 e projeta próximos desafios da Seleção BrasileiraTite, técnico da Seleção Brasileira. (Lucas Figueiredo / CBF)

RIO DE JANEIRO - Por conta da pandemia do coronavírus, 2020 trouxe um calendário atípico para a Seleção Brasileira, que entrou em campo apenas quatro vezes, todas em partidas válidas pelas Eliminatórias. Nos pouco mais de 360 minutos que desfilou seu futebol no gramado, o Brasil fez bonito. Foram quatro vitórias, 12 gols marcados, apenas três sofridos e liderança isolada busca por uma vaga na Copa do Mundo de 2022.

"Expectativas e incertezas em função dos aspectos todos da pandemia, inclusive se os jogos iam acontecer. E que a gente pudesse se preparar para todos os cenários: jogo ou não, possibilidades de convocação restrita... O primeiro jogo me surpreendeu, o nível de desempenho. Contra o Uruguai (o quarto confronto) ela fez o seu jogo mais forte em termos mentais, em termos de organização de equipe, em termos de alma de equipe, por estar com seu técnico já há bastante tempo, um clássico dentro do Centenário e fez um jogo muito consistente", avaliou o técnico da Seleção Brasileira, Tite.

Após o início com 100% de aproveitamento, a equipe chega confiante para os primeiros compromissos de 2021. Não será fácil, pois a Seleção Brasileira terá pela frente dois de seus principais rivais: a Argentina, em Pernambuco, e a Colômbia, fora de casa. Apesar da dificuldade dos adversários, o técnico Tite se diz tranquilo com os confrontos.

"As pessoas falam que a gente vai pegar duas pedreiras agora. Você vai jogar com Argentina duas vezes, Colômbia duas vezes, Bolívia duas vezes. Não importa, todos vão jogar contra todos. A classificação vem a partir daí", comentou Tite.

O ano de 2021 também colocará o Brasil novamente em busca da taça da Copa América, competição que conquistou em 2019, quando foi disputada em solo brasileiro. Desta vez, o torneio será realizado em duas sedes: Argentina e Colômbia. A Seleção está no Grupo A, juntamente com Colômbia, Equador, Peru e Qatar, que participará como convidado.

"Há um grau de dificuldade muito grande nas Eliminatórias e também na Copa América. Nós vamos ter que encontrar um equilíbrio muito grande na utilização dos atletas", analisou Tite.

Enquanto a bola não rola em 2021, a comissão técnica da Seleção Brasileira terá bastante trabalho pela frente. Com o Brasileirão Assaí ainda em andamento e a Copa do Brasil já em sua fase final, Tite e seus auxiliares vão acompanhar partidas 'in loco' do futebol nacional e também estarão atentos ao que rola mundo afora. Segundo Tite, o objetivo é estar de olho naquele grupo de cerca de 50 jogadores considerados selecionáveis já para a convocação de março.

Antes de se despedir de 2020, o técnico Tite fez questão de deixar um recado para a torcida brasileira.

"A prioridade e a essência é humana. E que a gente possa ter saúde, que a vacina venha, que a gente possa se vacinar. Que a gente seja um pouco mais humano, um pouco mais solidário. Que a gente possa ter um 2020 com saúde, com luz, com paz."

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.