instância opinativa

Confederação de skate escolhe ídolos para compor conselho consultivo

Instância será ouvida para questões estratégicas da entidade.
Agência Brasil05/05/2020 às 14h53
Confederação de skate escolhe ídolos para compor conselho consultivoNa última semana, a CBSk já havia anunciado a formação de um novo corpo diretivo. (Foto: Reprodução)

BRASIL - A Confederação Brasileira de Skate (CBSK) oficializou ontem (4) a criação do Conselho Consultivo da entidade. O órgão funcionará como uma instância opinativa para determinadas questões estratégicas da entidade. E os atletas escolhidos para compor esse Conselho são Andre Barros, Bob Burnquist, Cezar Gordo, Eduardo Dias e Felipe Vitale.

"São nomes que, pela história e pela legitimidade, sempre terão muito para contribuir com a consolidação do trabalho da Confederação. Eles sempre estiveram juntos com a CBSK e passam, a partir de agora, a participar de forma ainda mais próxima do dia a dia da Confederação. O Conselho não está previsto no estatuto da CBSK, mas, com certeza, será um novo meio para que mais pessoas possam contribuir com as nossas ações e para que a gente possa estar mais próximo dos anseios da comunidade do skate", afirmou Sandro Dias, diretor de esportes da entidade, no comunicado oficial publicado no site da CBSK.

“Essa é uma iniciativa tão espontânea e voluntária quanto já tem sido a contribuição de cada um desses cinco nomes. O Conselho não está previsto no nosso estatuto, mas esses nomes sempre terão muito a contribuir na condução da CBSk. Acreditamos muito em uma gestão compartilhada. Todos somando em prol do skate brasileiro”, completou o presidente Eduardo Musa.

Na última semana, a CBSk já havia anunciado a formação de um novo corpo diretivo, que agora conta com Alexandre Costa (Diretor Jurídico), Lauro Netto (Diretor de Arbitragem), Paulo Davi (Diretor Financeiro) e Maurício Massote (Secretário). Além deles, Sandro Dias, o Mineirinho (Diretor de Esportes), e Eduardo Musa (Presidente) já integravam a direção da entidade.

Skate nos Jogos de Tóquio

Nos Jogos de Tóquio, o Brasil poderá ter até 12 skatistas (três no street masculino, três no street feminino; três no park feminino e três no park masculino). Antes da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o período classificatório era de janeiro de 2019 a maio de 2020. Porém, esses prazos já estão sendo repensados. Recentemente, a World Skate e a Street League Skateboarding cancelaram as etapas de Las Vegas e de Beijing do circuito mundial (que valiam pontos na corrida olímpica). O Mundial de Street, previsto para o período de 19 e 24 de maio em Londres, também foi cancelado.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.