Futebol

Fernando Miguel espera por um 2020 de evolução para o Vasco

O camisa 1 falou da expectativa para mais uma temporada com a camisa do Cruz-maltino.
Imirante Esporte, com informações do CR Vasco da Gama10/01/2020 às 21h54
Fernando Miguel espera por um 2020 de evolução para o VascoFernando Miguel, goleiro do Vasco. (Carlos Gregório Jr / CR Vasco da Gama)

RIO DE JANEIRO - Um dos jogadores mais experientes do elenco vascaíno, o goleiro Fernando Miguel foi o escolhido para atender os jornalistas antes do treinamento desta sexta-feira (10), no CT do Almirante. O camisa 1 falou sobre o primeiro contato com os companheiros em 2020, a garotada que subiu das categorias de base também sobre o bate-papo inicial com Abel Braga e a nova comissão técnica.

"Ontem foi o primeiro dia, né. Na reapresentação foram os exames clínicos e cardíacos, que são necessários. A presença nova é o Germán, né? Ele chegou. A rapaziada que subiu já não é novidade trabalhar com eles. É uma integração total. A expectativa é de fazer um grande ano e continuar avançando naquilo que nos foi proposto e dentro da ideia que se tem traçado pelo clube", disse Fernando Miguel, antes de falar sobre o novo técnico, Abel Braga.

"Logicamente que é um contato preliminar. Estamos nos conhecendo. Eu nunca tinha trabalhado com o Abel, mas conheço a história de vitórias e sucesso dele. As informações que temos sobre como ele conduz o grupo. O principal é que nós sabemos o quanto representa vestir essa camisa. Acho que isso facilita tanto o nosso trabalho, como o trabalho dele. Temos que estar com a cabeça voltada em superar as dificuldades, superar as limitações. Desde 2018 tem sido assim e temos superado. Ano passado se vislumbrou até uma Libertadores. Com um pouco de melhora e uma expectativa boa, esperamos fazer um ano melhor do que foi 2019".

Quem retornou ao Vasco em 2020 foi um antigo companheiro de Fernando Miguel: Jordi. O goleiro teve destaque no Campeonato Brasileiro defendendo as cores do CSA, por empréstimo, e volta para ser uma opção ao técnico Abel Braga. Para Fernando, a disputa é sempre boa e o ambiente e respeito entre os goleiros vascaínos é o que vale. No fim, que sai ganhando é o clube.

"Eu trato meus companheiros com muito respeito e igualdade por todos os lugares que eu passo. Eu sempre vi o Jordi como grande goleiro. Antes mesmo dele ter essa visibilidade toda no CSA, sempre trabalhamos com respeito, honestidade e parceria. Um ambiente saudável, com parceria e para se conseguir avançar e continuar crescendo é necessário ter respeito e cada um entregando o seu melhor para que o principal, que é o Vasco, avance. Somos amigos. Ele até casou recentemente e foi um momento que não pude participar, mas ele é um cara especial. Já tinha meu respeito, como todos os goleiros que trabalharam ou vão trabalhar comigo sempre vão ter", explicou.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.