Arena Verão

Vasco é o campeão do Brasileiro de Beach Soccer 2019

Na disputa de terceiro lugar, o Botafogo levou a melhor sobre o Sampaio Corrêa.
Divulgação/Assessoria03/02/2019 às 18h24

GUARUJÁ (SP) - O público que marcou presença na Arena Verão, neste domingo (3), pode prestigiar de perto a consagração do campeão brasileiro de beach soccer de 2019, o Vasco da Gama. Em jogo realizado na praia da Enseada, em Guarujá, o time de São Januário derrotou o rival Flamengo nos pênaltis. Após 2x2 no tempo normal e na prorrogação, os vascaínos garantiram o troféu do Campeonato Brasileiro de Beach Soccer com dois penais convertidos por Lukinha e Antônio, precedidos por duas defesas do goleiro Rafa Padilha, um dos heróis da partida.

ime de São Januário derrotou o Flamengo nos pênaltis, pelo placar de 2(2)x(0)2. / Foto: Divulgação.



Vasco e Flamengo voltaram a se enfrentar na decisão, após terem definido na sexta-feira (1º) a liderança do grupo A da fase de grupos. O enredo foi o mesmo. Um jogo muito equilibrado, decidido nos detalhes. Após o artilheiro Igor abrir o placar para os flamenguistas, com pouco mais de um minuto de bola rolando, Jordan empatou na metade da etapa inicial e Lukinha virou para os vascaínos em seguida. No segundo tempo, Igor voltou a marcar e o placar de 2x2 foi mantido até o final. Nos pênaltis, Lukinha colocou o Vasco na frente, depois de Rafa Padilha pegar a cobrança de Jordan. Após outra defesa de Padilha, ao defender o penal batido por Thanger, Antônio fez 2x0 para os campeões brasileiros.

"Viemos de duas competições, Copa do Brasil e Libertadores, que terminamos em terceiro lugar e com o vice-campeonato, respectivamente. Assim, antes do início do Brasileiro, conversei com eles e disse que era a nossa vez de sermos os campeões, com todo respeito aos nossos adversários. Demos o nosso máximo e conseguimos sair de Guarujá com o posto de primeiro lugar. Temos um time vencedor e sabia do potencial do Vasco para conquistar esse título. Treinamos forte, tivemos muito esforço e dedicação de todos os envolvidos. O Rafa foi muito feliz nas escolhas, Lukinha e Antônio bateram bem, mas o mérito é de todos. Dos dez jogadores, do fisioterapeuta, do coordenador, do corpo técnico que ficou no Rio, dos atletas do sub-20. Todos são importantes", disse Fabinho da Costa, treinador do Vasco.

Apesar de ter sido fundamental para garantir a classificação em primeiro lugar na primeira fase e de ter defendido dois pênaltis na decisão, Rafa Padilha também dividiu o mérito com seus companheiros. "Treino e me dedico muito, mas nunca ganhamos nada sozinho. Eu estava ali debaixo do gol e fiz as duas defesas, mas estava com a força e a vibração de todos os meus colegas. O Vasco fez uma partida inteligente. Controlamos bem o jogo e sofremos pouco durante a final. Nas penalidades, além de bater melhor, tivemos mais concentração. Foi doloroso não ganhar a Copa do Brasil e nem a Libertadores, ambas competições que perdemos nos pênaltis. Mostramos nossa força, não só física e tecnicamente, mas também mentalmente", contou Rafa.

Capitão do Vasco na decisão, Bokinha destacou todo o esforço e empenho de sua equipe. "Como eu havia falado anteriormente, seria um jogo de duas equipes fortes, que jogam beach soccer de forma inteligente. O que fez a diferença foi o algo a mais. Aquele treinamento extra e a dedicação que temos de sobra. Acordar cedo e a motivação de ter a sua família assistindo em casa e estarem torcendo por você. Tivemos sabedoria para jogar de forma inteligente e, nos pênaltis, o Rafa Padilha foi incrível. Não é a toa que ele é goleiro de seleção", comemorou Bokinha.

Disputa de terceiro lugar

Antes de Vasco e Flamengo entrarem em quadra, Sampaio Corrêa e Botafogo disputaram a terceira colocação do evento. Os maranhenses começaram arrasadores, abrindo 4x0 no placar, ainda no primeiro tempo. Porém, na etapa intermediária veio a resposta botafoguense, que empatou em 5x5 o placar. No período final, a virada e a medalha de bronze para o time de General Severiano, com 7x5 no resultado.

O Sampaio Corrêa ficou em quarto lugar na competição. / Foto: Divulgação/Luiz Doro.



Jogo mais do que especial

Na manhã deste domingo (3), um jogo mais do que especial abriu o dia da decisão do Campeonato Brasileiro de Beach Soccer 2019. Estiveram em quadra a Seleção Brasileira de Beach Soccer Down e a Seleção Paulista de Beach Soccer Down. No final, os paulistas garantiram a vitória, em um duelo bastante equilibrado, com 6x5 no placar.

A Arena Verão é uma realização da Federação de Beach Soccer do Estado de São Paulo, da Federação Paulista de Tênis e da Federação Paulista de Futevôlei, com patrocínio de Algar, Apsen, Pagseguro, Sonda, Jundiá Sorvetes, Kalunga, Maratá, Di Martino, RV Imola, Feital, Copag, Fototica, Deka Sports, Clínica CECAM e Morelate viabilizado via Lei de Incentivo ao Esporte do Governo do Estado de São Paulo, e apoio da Prefeitura do Guarujá e Visite Guarujá.

Resultados:

30/01 - Quarta-feira

Jogo 1 - Flamengo (RJ) 7x4 Náutico (PE)
Jogo 2 - Sampaio Corrêa (MA) 7x5 Joinville (SC)
Jogo 3 - Vasco da Gama (RJ) 15x0 Osasco Audax (SP)
Jogo 4 - Botafogo (RJ) 4(3)x(2)4 Vitória (BA)

31/01 - Quinta-feira
Jogo 5 - Joinville (SC) 5x7 Botafogo (RJ)
Jogo 6 - Osasco Audax (SP) 0x11 Flamengo (RJ)
Jogo 7 - Náutico (PE) 2x4 Vasco da Gama (RJ)
Jogo 8 - Vitória (BA) 6x11 Sampaio Corrêa (MA)

01/02 - Sexta-feira
Jogo 9 - Náutico (PE) 11x2 Osasco Audax (SP)
Jogo 10 - Vitória (BA) 6x9 Joinville (SC)
Jogo 11 - Sampaio Corrêa (MA) 8x3 Botafogo (RJ)
Jogo 12 - Vasco da Gama (RJ) 3(3)x(2)3 Flamengo (RJ)

02/02 - Sábado
Jogo 13 - Vasco da Gama (RJ) 7x4 Botafogo (RJ)
Jogo 14 - Sampaio Corrêa (MA) 4x8 Flamengo (RJ)

03/02 - Domingo
Jogo 15 - Botafogo (RJ) 7x5 Sampaio Corrêa (MA)
Jogo 16 - Vasco da Gama (RJ) 2(2)x(0)2 Flamengo (RJ)

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.