Campeonato Brasileiro

Lucas Lima celebra evolução do Palmeiras e reforça briga por títulos

Meia acredita que o Alviverde terá sucesso na reta final da temporada.
Imirante Esporte, com informações da Agência Palmeiras15/09/2018 às 17h57
Lucas Lima celebra evolução do Palmeiras e reforça briga por títulosLucas Lima, meia do Palmeiras. (Cesar Greco / Agência Palmeiras / Divulgação)

SÃO PAULO - Em evidente evolução no segundo semestre deste ano, o meia Lucas Lima celebra o bom momento no Palmeiras. Com 47 jogos e seis gols marcados com a camisa do Verdão, o jogador tem sido presença constante nos confrontos do Alviverde, sobretudo nos duelos disputados pelo Campeonato Brasileiro. O camisa 20, por sua vez, projeta um futuro com ainda mais sucesso no clube.

“Fiz grandes jogos no começo do ano, depois o rendimento do time caiu e o meu também, consequentemente. Sabia que teria bastante críticas em cima de mim porque vim de um rival, mas sempre tive apoio da família e uma cabeça tranquila. Sou autocrítico, sei o que eu posso render. Isso foi importante para mim, fez eu trabalhar mais ainda. Quando fui para o banco, eu respeitei porque faz parte do meu caráter. Quero sempre ser titular, mas respeitarei a vontade do professor e continuarei trabalhando”, comentou o atleta, que atribui o seu crescimento ao período de trabalho realizado durante a parada para a Copa do Mundo da Rússia.

“O princípio de tudo isso foi a minha melhora física, eu tive tempo para trabalhar durante a parada para a Copa. Quando você está bem fisicamente, acaba sendo natural melhorar tecnicamente também. A chegada do professor Felipão também ajudou, o time encaixou e ajuda o individual também”, falou. “Tenho trabalhado para ser titular e aproveitar as oportunidades. Com humildade, eu estou procurando o meu espaço novamente. Titular ou não, espero ajudar”, emendou.

Lucas Lima citou também o desejo de voltar a vestir a camisa da Seleção Brasileira. “Se você for campeão no Palmeiras, muitas portas podem se abrir para você. Tenho o sonho de voltar para a Seleção, ir para Europa, por que não? Depende da idade, mas tudo passa pelo que mostra em campo. Permaneço aqui e lutarei até o fim pelos meus companheiros", declarou o meia, que confia bastante na qualidade do grupo palestrino para levantar taças em 2018.

“Pelo elenco que temos, não é fácil, mas temos qualidade para lutar pelas três competições (Conmebol Libertadores, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro). Lutaremos até o fim. Algumas são mata-mata e faremos de tudo para poder passar. São alguns meses para a gente focar totalmente. Independentemente de quem entrar em campo, tem de entrar com força total porque teremos bastante viagens, desgaste e podemos ter até lesões. Mas o nosso elenco está pronto para brigar pelas três competições”, finalizou o jogador.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.