Campeonato Carioca

Flamengo e Fluminense empatam em clássico no Pacaembu

Diante de 30 mil pessoas, os rivais cariocas não conseguiram balançar as redes.
Gazeta Esportiva20/03/2016 às 22h10

SÃO PAULO - O grande público que lotou o Pacaembu na tarde deste domingo para prestigiar o Fla-Flu, pela segunda rodada da Taça Guanabara Carioca, saiu frustrado do estádio. O empate sem gols decepcionou a torcida que esperava um espetáculo emocionante, e repetiu o placar zerado do primeiro clássico carioca disputado na capital paulista, em 1942.

O resultado fez o time rubro-negro assumir a segunda posição com quatro pontos ganhos, enquanto o Fluminense, com dois a menos, é o quinto colocado.

Apesar da decepção da torcida, o resultado fez justiça ao desempenho das duas equipes. Mesmo apoiado pela maioria do público, o Flamengo encontrou muita dificuldade para penetrar na defesa tricolor. Já o Fluminense foi melhor no primeiro tempo, mas após a saída do atacante Fred, optou por uma postura defensiva.

Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o Volta Redonda, no Raulino de Oliveira. O Fluminense terá o Boavista pela frente no Los Larios.

Os dois times começaram a partida se estudando, trocando passes e esperando o melhor momento de investir, e foi o Fluminense quem criou a primeira jogada de emoção. Diego Souza arrancou pela direita e cruzou para Fred, mas a bola passou fora do alcance do atacante tricolor.

Logo depois, numa saída errada de bola, o zagueiro Juan foi obrigado a derrubar Diego Souza e foi advertido com o cartão amarelo. O Fluminense atuava com a marcação adiantada e prejudicava a saída de bola do time rubro-negro que era obrigado a apelar para os chutões para afastar a bola da sua área.

O time de Muricy Ramalho também decidiu apertar a marcação para impedir que os tricolores trocassem passes em liberdade. E a mudança deu certo porque a equipe rubro-negra passou a ditar o ritmo do jogo. Aos 13 minutos, após dois escanteios seguidos, a bola sobrou para o zagueiro Wallace na pequena área, mas o goleiro Diego Cavalieri dividiu com o jogador do Flamengo e evitou a conclusão.

Aos 15, foi a vez de Gum se esticar e desarmar Emerson com o bico da chuteira, quando o atacante estava pronto para concluir. Quatro minutos depois, Ederson bateu falta da intermediária e quase surpreendeu Diego Cavalieri que espalmou para a frente, forçando a intervenção dos zagueiros tricolores para mandar a bola para longe.

Aos 23 minutos, o Fluminense voltou a criar um momento de perigo. Gustavo Scarpa foi lançado pela esquerda, se livrou da marcação e cruzou para a entrada de Gerson, mas Jorge se antecipou e salvou, em lance de grande perigo. O atacante Fred mostrou a camisa rasgada ao árbitro, se queixando de ter sido agarrado por Juan.

O Fluminense desperdiçou mais uma grande oportunidade de marcar aos 29 minutos. Após cobrança de escanteio, Cícero subiu sozinho e cabeceou para fora, quando tinha tudo para marcar. O Flamengo criou chance semelhante quando Wallace, após cobrança de falta, cabeceou para fora.

Aos 38 minutos, o Fluminense reclamou da marcação de um pênalti quando Gerson chutou e a bola bateu na mão de Juan, mas o árbitro nada marcou. Nos minutos finais do primeiro tempo, os dois reduziram o ritmo e passaram a trocar passes, apenas para passar o tempo, sem qualquer objetividade.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo. Aos dois minutos, o Fluminense criou a primeira chance, a partir de uma falha de Jorge. Os tricolores partiram em velocidade e, da entrada da grande área, Gustavo Scarpa bateu forte, mas Paulo Victor defendeu com segurança.

Dois minutos depois, foi a vez de Gum falhar de forma bisonha, proporcionando uma arrancada de Emerson, que invadiu a área, mas chutou para fora, sem levar qualquer perigo.

Aos dez minutos, como estava previsto pela comissão técnica, Fred deixou o campo para a entrada de Osvaldo que foi ocupar o lado esquerdo do campo, enquanto Diego Souza passou a atuar pelo meio.

O Fluminense quase marcou aos 20 minutos quando Diego Souza lançou Gerson pela esquerda. O meia investiu e cruzou para a entrada de Osvaldo, mas Paulo Victor se antecipou e fez grande defesa.

O Flamengo seguia encontrando dificuldade para penetrar na defesa tricolor e o técnico Muricy Ramalho decidiu trocar o meia Ederson, por Alan Patrick. Depois das modificações, o time das Laranjeiras passou a adotar uma posição mais defensiva, permitindo que o Flamengo pressionasse, embora sem conseguir criar jogadas de real perigo.

Aos 35 minutos, Gum derrubou Guerrero na entrada da área. Alan Patrick bateu e a bola explodiu na barreira.

Só aos 37 minutos é que o Tricolor voltou a aparecer na área do Flamengo. Osvaldo foi lançado nas costas de Jorge e bateu cruzado, mas a bola saiu.

Por fim, aos 41, Emerson bateu de fora da área, Diego Cavalieri deu rebote, mas o árbitro invalidou a jogada porque William Arão estava impedido e atrapalhando o goleiro tricolor.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.