Na berlinda

Referência desde agosto, Nenê compara permanência na elite a título

Na 18ª posição, com 40 pontos, o Vasco tem confronto decisivo contra o Coritiba.
Gazeta Esportiva05/12/2015 às 18h20

RIO DE JANEIRO - Contratado no início do segundo semestre, o meio-campista Nenê pode entrar para a história do clube em caso de permanência na Série A do Campeonato Brasileiro. Líder de assistências, com quatro passes para gol, e de chutes certos, Nenê é também o artilheiro da equipe, com 15 gols, e um dos principais responsáveis pelo Vasco estar vivo na última rodada da competição. Não à toa, o camisa 10 compara o êxito na luta contra o rebaixamento a um título.

Depois de quase uma década no exterior, Nenê voltou ao Brasil como aposta de Eurico Miranda e usou toda a sua experiência para comandar o elenco do Vasco rumo a uma reação que, na virada do turno, parecia improvável. No entanto, por mais expectativa que as atuações do meia e a reação do time provoquem nesta reta final, a situação é crítica.

Na 18ª posição, com 40 pontos, o Vasco tem confronto decisivo contra o Coritiba, equipe que tem três pontos a mais, fora de casa. No entanto, depende de outros dois resultados além do seu, já que vê os catarinenses Figueirense e Avaí brigando lado a lado para se safar da degola. Nenê, no entanto, valoriza o projeto desenvolvido.

“A expectativa é muito grande, estamos acreditando bastante. A semana foi muito boa, com foco total nesse jogo, que é o da nossa vida. Vai significar um título pra mim, será um sonho realizado. Quando cheguei, diziam que era praticamente impossível. A própria imprensa falou que já tínhamos caído e tudo. Será algo que ficará marcado na minha carreira, ainda mais aqui no Brasil”, declarou ao site oficial.

Dependendo dos confrontos Figueirense x Fluminense e Corinthians x Avaí para definir seu futuro em 2016, o Vasco tem que, primeiro, somar pontos – de preferência três – fora de casa. “Não dependemos só da gente, mas a única maneira de fazer o trabalho bem feito é concentrar no nosso jogo estudando o que a equipe deles tem de bom, as características de cada jogador. O primordial é pensar no nosso papel se não não adianta nada”, comentou.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.