Copa das Confederações

Thiago Silva e David Luiz se recuperam e são liberados para final

“É o sonho de qualquer jogador disputar a final, ainda mais no Maracanã.
Gazeta Esportiva27/06/2013 às 16h55

A dupla de zaga da Seleção Brasileira preocupou a comissão técnica na vitória por 2 a 1 sobre o Uruguai, na quarta-feira, já que Thiago Silva e David Luiz reclamaram de dores durante a partida. Porém, apesar de falhas cometidas, os dois permaneceram em campo até o fim e não serão problemas para a decisão da Copa das Confederações.

A Confederação Brasileira de Futebol informou nesta quinta que a dupla está liberada pelo médico José Luiz Runco para os próximos treinos com Luiz Felipe Scolari. A notícia não surpreendeu o goleiro Júlio César, que, mesmo antes do anúncio da CBF, já previa a presença da dupla no jogo no Maracanã.

“É o sonho de qualquer jogador disputar a final, ainda mais no Maracanã, principalmente para o Thiago Silva, que jogou tantas vezes lá. Tenho certeza de que eles estarão 100% e em plenas condições no domingo”, afirmou o goleiro.

O capitão Thiago Silva jogou no sacrifício contra o Uruguai, depois que levou uma pancada na coxa direita em disputa com Lugano. O próprio defensor explicou que jogou mancando durante a maior parte do compromisso.

“O Thiago conversou comigo, porque estava sentindo a perna depois de uma pancada, mas acho que ele continuou por saber que é importantíssimo para nós. Se não é o melhor, é um dos três do mundo”, explicou o goleiro.

Júlio César ainda revelou a atenção dada pelo grupo a David Luiz nos últimos dias, pois o atleta carrega um problema desde a partida de encerramento da primeira fase. “Ele tomou a pancada contra a Itália e nós perguntamos a todo o momento como estava, porque era um jogo difícil. Mas ele fez um trabalho maravilhoso com os fisioterapeutas. Os dois superaram e foram premiados com a classificação”, encerrou.

Júlio César ainda revelou a atenção dada pelo grupo a David Luiz nos últimos dias, pois o atleta carrega um problema desde a partida de encerramento da primeira fase. “Ele tomou a pancada contra a Itália e nós perguntamos a todo o momento como estava, porque era um jogo difícil. Mas ele fez um trabalho maravilhoso com os fisioterapeutas. Os dois superaram e foram premiados com a classificação”, encerrou.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.