Série B

Bahia empata com o Guarani, adia acesso e tira Sampaio da briga por G4

Esquadrão está na terceira posição da Série B; Bugre já está livre do rebaixamento.

Gazetapress

Bahia e Guarani se enfrentaram na Arena Fonte Nova.
Bahia e Guarani se enfrentaram na Arena Fonte Nova. (Felipe Oliveira / EC Bahia)

SALVADOR - Em jogo que valia o acesso antecipado do Bahia à Série A, o Tricolor de Aço recebeu o Guarani pela penúltima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro na noite desta sexta-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA). Com gols de pênalti, o argentino Lucas Mugni até abriu o placar para os donos da casa, mas Yuri Tanque deixou tudo igual e a partida acabou empatada por 1 a 1.

Assim, a equipe baiana perde a chance de garantir a volta à elite do futebol nacional com uma rodada de antecedência. Com o empate, chega aos 59 pontos, na terceira colocação, e ainda pode ser ultrapassado por Ituano (57) ou Sport (56), que figuram fora do G4 no momento. Dessa forma, com o Vasco (59) também na disputa, quatro times brigam por duas vagas ao Brasileiro na última rodada da competição.

Com esse resultado, o Bahia também encerrou as chances de acesso do Sampaio Corrêa. A Bolívia Querida está na sétima posição da Série B, com 55 pontos, quatro a menos que Bahia e Vasco, restando uma rodada para o encerramento da competição nacional.

Por outro lado, o Bugre, que já garantiu a permanência na Série B, apenas cumpre tabela e faz bom final de campeonato. Agora, a equipe de Campinas continua na 11ª posição, com 48 pontos ganhos.

A próxima rodada, por ser a última da competição, tem todos os jogos acontecendo ao mesmo tempo. Por isso, às 18h30 (de Brasília) de domingo (6), o Bahia faz o jogo do ano contra o CRB, no estádio Rei Pelé, enquanto o Guarani recebe a Chapecoense, no Brinco de Ouro da Princesa.

O jogo

Em busca de sacramentar o acesso diante da sua torcida, o Bahia foi ao ataque e quase abriu o placar logo aos dois minutos de jogo. Lucas Mugni cobrou falta da esquerda, a bola passou pela área e Ignácio completou na segunda trave, por cima do gol.

O Tricolor Baiano continuou pressionando e, três minutos depois, até balançou as redes com Matheus Davó após cruzamento de Luiz Henrique. No entanto, o atacante estava à frente do penúltimo defensor e o gol foi anulado por impedimento.

Depois, aos sete, Derlan fez falta em Davó dentro da área. O árbitro Wilton Pereira Sampaio checou a jogada no VAR e assinalou pênalti para o Bahia. Na cobrança, Lucas Mugni deslocou Kozlinski e abriu o placar na Fonte Nova.

Mesmo após o gol, os donos da casa continuaram em cima e levaram perigo outra vez. Aos 11, Caio Vidal recebeu na área, bateu na saída de Kozslinski, mas o goleiro do Bugre evitou o segundo dos baianos.

O Guarani, por sua vez, foi chegar a primeira vez aos 30 minutos. Rodrigo Andrade fez bela jogada pela esquerda e rolou para Isaque, que bateu para o gol. A bola só não entrou por conta do desvio de cabeça de Luiz de Otávio, que afastou.

Na volta do intervalo, o Guarani até buscou o empate. Primeiro, aos sete, Yago arriscou de longe e Mateus Claus saltou no cantinho para defender. Depois, aos 12, Giovanni Augusto cobrou falta da direita, João Victor cabeceou e o goleiro fez ótima defesa para impedir o gol da igualdade.

Quando o jogo parecia se encaminhar para uma vitória tranquila para o Bahia, o zagueiro Miqueias tocou com o braço em chute de Mateus Ludke. Assim, o árbitro marcou pênalti. Yuri Tanque foi para a cobrança e empatou a partida aos 40 minutos da etapa final.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.