Luto no futebol

Tata, ex-técnico do Moto Club e auxiliar de Muricy Ramalho, morre aos 68 anos

Comandante do Papão do Norte em campanha histórica na Série B de 1996 lutava contra um câncer de pulmão.

Gustavo Arruda / Imirante Esporte

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h23
Tata se destacou no comando do Moto Club em 1996.
Tata se destacou no comando do Moto Club em 1996. (Divulgação / Blog Futebol Maranhense Antigo)

SÃO PAULO - O ex-treinador Mário Felipe Perez, mais conhecido como Tata, morreu nesta quarta-feira (9), aos 68 anos, após lutar nos últimos meses contra um câncer de pulmão. Tata ficou conhecido no futebol brasileiro por ter sido auxiliar técnico de Muricy Ramalho, hoje coordenador de futebol do São Paulo, mas também teve um momento de destaque no futebol maranhense, comandando o Moto Club em 1996.

Treinado por Tata e contando com nomes como Ruy Scarpino, Lúcio Surubim, Nasa, Marcelo Vidal, Luís Carlos Capixaba, Raimundinho Lopes, Gil e Mael, o Moto Club fez uma grande campanha no Campeonato Brasileiro Série B de 1996. Com direito a vitórias históricas e classificações sobre Ceará, Paysandu e Santa Cruz, equipes tradicionais do Norte-Nordeste, o Papão do Norte ficou em oitavo lugar na Segundona, sendo eliminado nas quartas de final pelo América-RN, que avançou ao quadrangular final e depois foi vice-campeão da Série B. Já no Campeonato Maranhense, o Moto não conseguiu vaga no triangular decisivo, que foi vencido pelo Bacabal após disputa contra Sampaio Corrêa e Caxiense.

Depois de comandar o Moto Club e acumular passagens por Paysandu, Remo, Santo André e Portuguesa Santista, Tata virou auxiliar técnico de Muricy Ramalho, seu amigo de infância, em 1999. Como braço direito de Muricy, Tata venceu uma Copa Libertadores, uma Recopa Sul-Americana, quatro Campeonatos Brasileiros e sete Estaduais, passando por clubes como São Paulo, Santos, Fluminense, Internacional, São Caetano, Náutico e Palmeiras. Por causa de problemas de saúde, a parceria entre Tata e Muricy Ramalho terminou em 2016, quando a dupla trabalhava no Flamengo.

Muricy Ramalho utilizou as redes sociais para lamentar a morte do amigo Tata. "Hoje está sendo um dia muito difícil pra mim, perdi um amigo de mais de 40 anos de amizade que conheci no Bairro do Caxingui, em São Paulo. Meu parceiro de futebol, trabalhamos juntos em muitos clubes. Fomos campeões em vários times e ele sempre ao meu lado nos momentos de vitórias e derrotas. Meus sinceros sentimentos à todos os familiares. Descanse em paz, meu amigo", escreveu.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.