Um vitorioso

Aguinaldo Silva conta histórias da infância em autobiografia

“Meu Passado Me Perdoa – Memórias de uma vida novelesca” revela a trajetória do autor de novelas da Rede Globo.

Evandro Júnior / Na Mira

Aguinaldo Silva
Aguinaldo Silva (Foto: Divulgação)

No livro “Meu Passado Me Perdoa – Memórias de uma vida novelesca”, o novelista Aguinaldo Silva conta histórias de sua infância, juventude, a carreira como jornalista e como autor de telenovelas.

“Desde muito cedo eu vivi na rua. Eu tinha uma vida com minha família, no colégio, mas eu tinha uma vida muito mais intensa e muito mais ativa na rua. Isso me deu uma experiência de vida e de conhecimento muito grande das pessoas, da alma humana. O resultado foi um lado muito popular em tudo o que eu escrevo. Minhas novelas são muito populares. Os tipos são muito reais porque a maioria deles eu conheci ou pelo menos soube criar por que me baseei em pessoas que conheci sempre ”.

Em  “Meu Passado me Perdoa – Memórias de uma vida novelesca”, o autor revela uma história amarga. Aos treze anos, foi eleito a Rainha da Primavera, concurso que acontecia todos os anos  no Colégio Americano Batista, em Recife, onde estudava.

Sobre o sucesso de seus trabalhos, o autor observa no livro. “Tieta com sua ‘audiência estúpida’ (a frase foi dita por um ex-executivo da Globo) me alçou ao céu do universo televisivo à qualidade de estrela de primeira grandeza”

“Quando a emissora resolveu que naquele ano de 2015 ‘Império’ seria sua representante no Emmy Internacional E não é que a danadinha foi lá e – brigando contra novelas do mundo inteiro – ganhou?”, completou. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.