Festa da Música no Maranhão-FMM

Prêmio Papete 2023 homenageia 36 artistas do Maranhão com participação da “Marrom”

Entre os homenageados, o cantor e compositor Josias Sobrinho e in memoriam ao maestro e pai da cantora Alcione, João Carlos Dias Nazareth.

Na Mira

- Atualizada em 17/11/2023 às 16h04
Artistas homenageados, convidados e imprensa puderam participar do momento de expressão e valorização do resgate da memória musical do estado.
Artistas homenageados, convidados e imprensa puderam participar do momento de expressão e valorização do resgate da memória musical do estado. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - O “Prêmio Papete”, inserido dentro dos três dias de programação da Festa da Música no Maranhão-FMM, realizou a sua quinta edição na noite da última quinta-feira (16), na casa de eventos Vila Realle. Artistas homenageados, convidados e imprensa puderam participar do momento de expressão e valorização do resgate da memória musical do estado, com uma apresentação da cantora Alcione. 

Sem caráter competitivo, a finalidade da premiação é reconhecer a contribuição dos artistas, tendo como referência o cantor, compositor e percussionista da cidade de Bacabal, Papete. “A Festa da Música no Maranhão e o Prêmio Papete se tornaram um movimento, uma conexão que traz luz para a cena da música no Maranhão. Um evento com viés da formação, da sustentabilidade e da memória musical do Maranhão, reconhecendo o trabalho de quem abriu o caminho e de quem vem começando no cenário musical, unindo os mais antigos e a juventude da música no Maranhão”, comentou Emanuel Jesus, músico e idealizador da FMM.

Na edição de 2023 do Prêmio Papete, exatos 36 homenageados receberam o mérito cultural, entre eles, o penalvense, cantor, compositor e violonista, Josias Sobrinho, que celebra 50 anos de carreira com importante legado e contribuição à música e a cultura do Maranhão, com mais de 300 composições escritas. “ Esse prêmio é parte do resultado das canções que eu fiz em casa , no meu terreiro , no chão , na cozinha, com coisas com as quais eu cresci e vi a luz do dia. A decisão de ficar em São Luís e continuar teimando nessa vontade, ao lado dos meus amigos e companheiro, algo que foi realmente único. O Maranhão merece a música que tem, porque somos artistas e produtores autênticos, temos a missão de dar continuidade a esse legado maravilhoso”, destacou Josias Sobrinho. 

A estatueta da premiação é uma obra de arte assinada pelo artista plástico maranhense, Eduardo Sereno. Na curadoria do prêmio estão: o cantor, compositor e produtor Josias Sobrinho; Zé Américo Bastos, maestro, arranjador e acordeonista; e os jornalistas, radialistas e pesquisadores musicais Gilberto Mineiro e Pedro Sobrinho.

Para o homenageado, “A Festa da Música no Maranhão, em todas as cinco edições, vem cumprido um papel de real importância para a produção de música no estado. Memória, permanência e continuidade formam o acorde perfeito da base civilizatória que a música lança sobre os destinos das sociedades ao longo dos tempos”, analisou Josias.

Além de Josias Sobrinho, entre os homenageados desse ano, alguns nomes, a exemplo de Mano Borges, Grupo Afrôs, Instrumental Pixinguinha, Sandra Duailibe, Lena Garcia, Anastácia Lia, Andrezinho do Acordeon, Roberto Ricci e projeto “Choro, Samba e outras Bossas”, e in memoriam, Celso Borges, João Carlos Nazareth e mestre Abel.

“ A FMM é uma reunião de grandes artistas e fazedores de cultura que contribuem para escrever a história da música do Maranhão, o que dar orgulho e faz com que a gente dê continuidade a tudo isso que já vem por aqueles que já pavimentaram esse caminho”, contou Mano Borges, artista premiado na noite. 

A FMM23 conta com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com apoio da Equatorial Maranhão, Grupo Mirante, Cervejaria Dona e Dr Home. A realização é da Interart Produção Criativa e Ministério da Cultura.

Papete 

Papete foi um pioneiro da música e da cultura popular no Maranhão e que tem o seu trabalho reverenciado no cenário musical. A premiação destaca uma conexão com a cena atual da música brasileira, reiterando não só o trabalho de novos artistas, grupos e banda, como projetos e iniciativas de valorização e fomento da música no Maranhão.

Lista de Homenageados 

Grupo afros

Ribinha do Maracanã

Augusto tampinha

As brasileirinhas

Zé Lopes

Murilo Rego

Marcos Magah

Joaquim Santos

Celso borges

Wilson Zara

Rodrigo Caracas

Roberto Ricci

Emanuel Ferraro

Paulao

Marabras

Projeto Samba Choro e outras bossas

Mano Borges

Lourival Tavares

Lena Garcia

Sandra Duailibe

Josias Sobrinho

Gabriel Melônio

Fleming Bastos

Chico Pinheiro

Arlindo Pipiu

Andrezinho do Acordeon

Anastacila Lia

Mestre Fausto

Mestre Abel

Erivaldo Gomes

João carlos Nazareth

Grupo Pixinguinha

Lopes Bogéa

Tatiana

Milena Mendonça

Balaio Cultural

Da programação da FMM (sexta) 17/11 – CONCHA ACÚSTICA DA LAGOA “REYNALDO FARAY”
 

Palco área externa da Concha

19h30 – Yoruká Jazz Sassion - Isaías Alves Quinteto (Emílio Furtado, Carlos Ernanes, Sara Bianc e Andrezinho do Acordeon)

00h – Baile do George Israel 

Palco área interna da Concha

20h30 - Show FMM Orquestra com Josias Sobrinho (Homenageado), Erasmo Dibell, Gabriela Marques, Mano Borges, Mano Borges, Andrezinho do Acordeon, Nubia, Regiane Araújo, Sandra Duailibe e Emmanuel Ferraro.

Arranjos e direção: Israel Dantas

22h30 – Show de Alcione com a FMM Orquestra

Arranjos e direção: Maestro Zé Américo Bastos
 

* Palco da Concha (Interno) Abertura portões 20h30

* A FMM23 realizará um Campanha Solidária de arrecadação de alimentos com a troca das pulseiras de acesso a área interna da Concha por 2kg de alimentos. A troca acontecerá dia 17/11, a partir das 15h, no mesmo local do evento. Os alimentos serão destinados às famílias carentes da Comunidade do Tamancão. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.