(Divulgação)

COLUNA

Pergentino Holanda
O colunista aborda em sua página diária os acontecimentos sociais do Maranhão e traz, também, notícias sobre outros estados e países, incluindo informações das áreas econômica e política.
Pergentino Holanda

Pergentino Holanda: Celmo Celeno Porto em SL

E mais: Separação e a obra de Tolstoi

PH

O renomado cardiologista e autor, Dr. Celmo Celeno Porto palestrando para os alunos de Medicina da UNDB
O renomado cardiologista e autor, Dr. Celmo Celeno Porto palestrando para os alunos de Medicina da UNDB

Ricas lições & inspiração

O curso de Medicina da UNDB, sob a coordenação do Prof. Dr. Ivan Figueiredo, promoveu, com sucesso a I Jornada de Medicina / JOMED, nos dias 28 e 29 de setembro no Hotel Blue Tree São Luís.

Nos dois dias, os alunos puderam ampliar seus conhecimentos com oficinas, apresentações de trabalhos e palestras científicas, em uma rica programação coordenada pelo Prof. Dr. Cícero Newton.

O destaque do evento foi a Palestra Magna com um dos mais renomados autores da área da saúde, o cardiologista Dr, Celmo Celeno Porto.

“Ficamos muito felizes pelo Dr. Celmo ter aceito o nosso convite, pois ele é uma figura emblemática e autor do livro mais importante que há na literatura de saúde sobre Semiologia Médica, que estuda os sinais do paciente para se chegar ao diagnóstico. Eu que venho da área de Psicologia, onde há a ciência irmã da Semiologia, que é a Semiótica, bem sei da valorosa contribuição da Semiologia na Medicina. É com muita honra, portanto, que recebemos um profissional de tamanho prestígio e de rico conhecimento como o Dr. Celmo na UNDB” – disse a Reitora da UNDB, Profa. Dra. Ceres Murad, em seu discurso de saudação na abertura da Jornada.

Ricas lições & inspiração…2

O palestrante ressaltou de forma brilhante os maiores desafios enfrentados pelos alunos, professores e profissionais de medicina hoje, que segundo ele “é acompanhar em tempo real todas as mudanças que estão acontecendo de forma disruptiva e de forma veloz”.

Sobre a questão da humanização, ele frisou que “todos os avanços tecnológicos são importantes para os médicos atuais e futuros, mas sem uma relação médico – paciente boa e humana, a prática médica será de má qualidade” enfatizou.

Sobre o tema da palestra “Semiologia para a Medicina do Século XXI”, ele explicou as bases da ciência que estuda os sinais do paciente e cujo método é o exame clínico.

A Diretora Isabella Caracas; o palestrante e autor Dr. Celmo Celeno Porto, a Reitora da UNDB Profa. Dra. Ceres Murad, Prof. Dr. Cícero Newton, o Dr. Ivan Figueiredo reunidos na I Jornada de Medicina da UNDB
A Diretora Isabella Caracas; o palestrante e autor Dr. Celmo Celeno Porto, a Reitora da UNDB Profa. Dra. Ceres Murad, Prof. Dr. Cícero Newton, o Dr. Ivan Figueiredo reunidos na I Jornada de Medicina da UNDB

Ricas lições & inspiração…3

O Dr. Celmo enfatizou também as mudanças que vem ocorrendo com a chegada de novas tecnologias.

Mas segundo o autor, há algo que não deve mudar nunca, que é o fato do exame clínico ser feito de forma personalizada e humanizada.

Para ele, “a comunicação é a base da boa relação médico-paciente e deve ser uma habilidade preciosa para todo(a) médico(a). E sem comunicação eficaz não há medicina de qualidade”.

Liliana Porto como pai Dr. Celmo Celeno Porto
Liliana Porto como pai Dr. Celmo Celeno Porto

Ricas lições & inspiração…4

Além de autor de diversos livros médicos, o cardiologista e professor Celmo Celeno Porto não para, e já atua em um novo projeto.

Ele é fundador e Presidente do Instituto Brasileiro de Medicina de Excelência, onde pretende reunir um valoroso material científico, inclusive com conteúdo digital muito em breve.

O palestrante foi bastante aplaudido pelos alunos e professores, e deixou uma mensagem inspiradora: “A medicina precisa ser exercida com a mente e o coração” – prescreveu o Dr. Celmo Celeno Porto aos futuros médicos maranhenses.

A Diretora Geral Educacional da UNDB, Isabella Caracas, com o marido Davi Caracas
A Diretora Geral Educacional da UNDB, Isabella Caracas, com o marido Davi Caracas

Lançamento GWM Carmais

O grupo cearense Carmais entrou de cabeça em sua expansão e irá representar a Great Wall Motors em outro estado nordestino, o Maranhão. É, na prática, um casamento de gigantes: da maior montadora chinesa com a maior empresa de rede de concessionárias do Ceará.

Para quem não sabe, a Great Wall Motors é a maior fabricante de veículos da China com capital privado e comprou, em Iracemápolis, São Paulo, a moderna fábrica que pertencia à Mercedes-Benz, e que servirá de base para a produção em série de seus modelos híbridos e elétricos.

Agora, em mais um movimento de expansão e pensando na proposta de levar tecnologia, sofisticação e sustentabilidade para outras regiões do Nordeste, o Grupo Carmais lança oficialmente a concessionária da GWM, líder de vendas de carros híbridos no mundo, em São Luís.

O lançamento será realizado durante um coquetel com a presença de diretores do grupo, nesta quinta-feira (5), às 19h, na Avenida dos Holandeses, Qd. 04 - Lote 01, Calhau.

 DE RELANCE

Separação e a obra de Tolstoi

O que a obra de Tolstoi tem a ver com a separação de Sandy e Lucas Lima? O músico publicou, semanas antes do anúncio do divórcio, que a obra era “forte”: “Deu uma chacoalhada legal no Lucão”.

A separação da cantora Sandy e do músico e apresentador Lucas Lima, anunciada na segunda-feira (25/09), não repercutiu apenas entre os fãs do casal: chegou até a tradutores e especialistas em literatura russa.

Isso porque o programa Fofocalizando, do SBT, resgatou um post de 5 de setembro em que Lucas comenta os efeitos da leitura de A Morte de Ivan Ilitch, novela de Liev (ou Leon) Tolstoi publicada em 1886. “Que livro forte”, ele escreveu. “Deu uma chacoalhada legal no Lucão”.

O post tem duas imagens. Em uma delas, ele sublinha, em amarelo, um trecho da obra: “Talvez eu não tenha vivido como deveria, ocorreu-lhe de repente. Mas, como, se eu sempre fiz o que devia fazer?”.

A separação da cantora Sandy e do músico e apresentador Lucas Lima, não repercutiu apenas entre os fãs do casal: chegou até a tradutores e especialistas em literatura russa
A separação da cantora Sandy e do músico e apresentador Lucas Lima, não repercutiu apenas entre os fãs do casal: chegou até a tradutores e especialistas em literatura russa

Verdade sem desvios

“Russo não tem o menor jeitinho na hora de falar as coisas na lata, né? Texto muito direto, sólido, sem firula nem carinho. Verdade sem desvios. Baita reflexão sobre a vida, sobre escolhas e os porquês destas”, Lucas escreveu.

Sandy e Lucas estavam juntos havia 24 anos. Mesmo período de casamento de Tolstoi quando escreveu o livro. Na apresentação do volume Novelas Completas (Todavia, 2020), o tradutor Rubens Figueiredo escreve que naqueles anos “o ambiente conjugal e familiar de Tolstoi já adquirira o caráter conflituoso que, com altos e baixos, iria perdurar até o fim de sua vida, em 1910”.

O enredo parece simples: é a história de Ivan Ilitch, um juiz de instrução que, depois de alcançar uma vida confortável, descobre que tem uma grave doença. A partir daí, passa a refletir sobre o sentido de sua existência.

Nabokov dizia que essa era uma das obras máximas da literatura russa. “Meu primeiro ponto é que não se trata da história da morte de Ivan, e sim da vida de Ivan”, escreveu o autor de Lolita. “A fórmula tolstoiana é: Ivan viveu uma vida má, e como a vida má é simplesmente a morte da alma, então Ivan viveu a morte em vida”.

No programa “Altas Horas”

Domingo, Sandy e Lucas Lima falaram sobre separação no programa “Altas Horas” (Rede Globo): “Ressignificando o nosso amor”.

O livro de Tolstoi, em domínio público, tem diferentes edições e traduções. Lucas Lima leu a traduzida por Boris Schnaiderman, um dos grandes responsáveis pelo boom da literatura russa, e do ensino do russo no Brasil. O livro tem apenas 96 páginas e foi lançado originalmente em 2006.

Nas redes sociais, tradutores e leitores de literatura russa brincaram dizendo “ainda bem que ele não leu Sonata de Kreutzer”. A sinopse: “Uma narrativa de caráter alucinatório sobre a infidelidade no casamento, contada sob a perspectiva de um assassino. Publicado em 1891, o livro investiga o desequilíbrio nas relações entre homens e mulheres e a hipocrisia que reveste o comportamento sexual na sociedade”.

Evocação à espera da morte

Mas voltando à obra que Lucas Lima leu. Além de boas traduções, o leitor encontra nas livrarias uma adaptação para HQ, feita por Caeto.

Aurora Bernardini, tradutora e professora da USP, comentou essa edição no Estadão, em 2014. Ao falar do enredo do livro, ela cita “os colegas oportunistas, a mulher rabugenta que, mal enviuvada, passa logo aos assuntos práticos, a filha preocupada apenas em arranjar um marido e... a própria vida de Ivan Ilitch, cujo vazio ele tenta expiar com a verdade dessa evocação à espera da morte, que tarda a chegar”.

E vai além: “Movido pelo afeto instintivo do humilde mujique Guerássim, que cuida de Ivan Ilitch, este passa a ver que existem outras verdades: também há aspectos positivos na mulher, nos filhos, nos que lhe são próximos e sente pena deles, sente amor”.

A morte terminou

Há, portanto, também um sentimento de união. “Ivan Ilitch sente-se unido aos seus e, finalmente, procura o seu habitual medo da morte e não o encontra... em lugar da morte, havia luz”, finaliza a professora.

A seguir, o trecho final da novela: “Terminou!” – disse alguém, acima dele. Ele ouviu aquelas palavras e as repetiu, no seu íntimo. “A morte terminou”, falou consigo. “Ela não existe mais”.

Puxou o ar para dentro de si, parou no meio da respiração, esticou-se e morreu.

Palestra sobre neuromarketing

“Neuromarketing: entendendo o comportamento do consumidor e influenciando suas decisões de compra” é o tema da palestra que o empresário, especialista em vendas de alta performance e comportamento humano Rodrigo Alberto ministra nesta segunda-feira (2), na Faculdade de Negócios Faene, no Angelim. 

A palestra, que terá como mediador Nilson Araújo, será aberta ao público, mediante a doação de 1kg de alimento não perecível. 

Para escrever na pedra:

“Aquele que conheceu apenas a sua mulher, e a amou, sabe mais de mulheres do que aquele que conheceu mil”. De Leon Tolstói.

 TRIVIAL VARIADO

A partir desta segunda-feira a comunicação de fatos ilícitos ou irregularidades ao Ministério Público Federal (MPF) deverá ser feita com login único na plataforma Gov.br.

No assunto: o canal de registro de denúncias está disponível na página MPF Serviços, na opção “Protocolar – Representação inicial (denúncia), fato ilícito ou irregularidade”.

'A última coisa que eu quero nesta vida é fazer parte deste governo'. De Jean Wyllys, ex-deputado e ex-BBB, que chegou a ser confirmado em função na Secom, agora nega desejo por cargos na gestão Lula: 'Enfie-os onde quiserem'

Diabetes em números: mais de 16 milhões de pessoas vivem com a doença no Brasil, e esse número pode chegar a 21 milhões em 2030.

Trabalhadores x plataformas: o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) está formulando projeto de lei para regular o trabalho por aplicativo.

As opiniões, crenças e posicionamentos expostos em artigos e/ou textos de opinião não representam a posição do Imirante.com. A responsabilidade pelas publicações destes restringe-se aos respectivos autores.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.