Atropelamento

Carroceiro morre após ser atingido por carro e arremessado na MA-308; vereador é suspeito do atropelamento

Segundo informações da polícia, o suspeito do grave acidente foi identificado como sendo o vereador Aldenillson Costa Araújo, conhecido como "Toy".
Imirante.com30/09/2021 às 16h18
Carroceiro morre após ser atingido por carro e arremessado na MA-308; vereador é suspeito do atropelamentoVeiculo dirigido pelo vereador Aldenillson Costa Araújo. ( Foto: Divulgação)

CURURUPU - Um carroceiro, identificado como Agnel Ramos Silva, foi atropelado na MA-308, entre os municípios de Cururupu e Serrano do Maranhão, interior do Estado. Com o impacto, o corpo da vítima foi arremessado para o acostamento, Agnel Ramos morreu no local. O acidente aconteceu no último sábado (18).

Segundo informações da polícia, o suspeito do grave acidente foi identificado como Aldenillson Costa Araújo, conhecido como “Toy”. O homem é vereador na cidade de Bacuri.

Policiais militares, que foram ao local do acidente, informaram que populares relataram que Agnel Ramos Silva transitava na via em uma carroça em direção ao trabalho, momento em que o veículo Toyota modelo SW4, conduzido pelo vereador Aldenillson Costa, atingiu a carroça da vítima na parte traseira.

A guarnição da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA) relatou que o vereador já havia se evadido e que um guincho da empresa de reboques estava no local do acidente para retirar o automóvel. Ainda segundo a PM, o condutor do reboque foi orientado a deixar o veículo no pátio da delegacia. O corpo do carroceiro já havia sido removido por familiares.

Em nota, a Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) informou que o acidente resultou na abertura de um inquérito policial, com a prisão do condutor do veículo. Contudo, o mandado de prisão foi revogado pela Vara Criminal de Cururupu, impondo outras medidas cautelares.

Veja a nota na íntegra:

A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) informa que o caso resultou na abertura de um inquérito policial, que resultou na prisão do condutor do veículo. Contudo, o mandado de prisão foi revogado pela Vara Criminal de Cururupu, impondo outras medidas cautelares.

A Polícia Civil de Cururupu reforça, ainda, que algumas testemunhas já foram ouvidas e que outras devem ser ouvidas na próxima semana. Posteriormente o investigado será intimado para interrogatório. Após isso, será concluído o inquérito e, assim, remetido à justiça.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.