Prisão

Homem que mandou matar genro por racismo é preso em Caxias

Raimundo Nonato é acusado de pedir a traficantes que matassem Emanoel de Oliveira Reis.
Imirante.com18/05/2018 às 20h37
Homem que mandou matar genro por racismo é preso em Caxias

SÃO LUÍS – A Polícia Civil efetuou, na manhã desta sexta-feira (18), a prisão de Raimundo Nonato Ferreira Neves, de 60 anos, no município de Caxias, a 360km de São Luís. De acordo com o delegado regional Jair Paiva, a ação policial cumpre um mandado de prisão expedido pelo juiz Paulo César Vieira, do Plantão Judiciário do TJ/RJ.

Raimundo Nonato é acusado de ser o mandante do assassinato de Emanoel de Oliveira Reis, de 20 anos, no dia 18 de abril, em Duque de Caxias (RJ). A investigação da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense aponta que Raimundo não aceitava o relacionamento de sua filha com Emanoel, por ele ser negro, e pediu a uma quadrilha de traficantes que matassem o genro.

Natural de Caxias, mas morando no Rio de Janeiro há mais de 40 anos, Raimundo Nonato estava escondido na casa de uma irmã no Centro, mas se mudou para um sítio na localidade Junco, após saber que policiais civis estavam em sua procura. Depois de receber informações da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), uma equipe da delegacia regional de Caxias iniciou as diligências, que culminaram na prisão de Raimundo.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.