Caso Henry

Vereador Jairinho e a mãe de Henry passam a primeira noite presos

Eles são suspeitos da morte do menino Henry Borel Medeiros, de quatro anos.
Agência Brasil09/04/2021 às 10h14
Vereador Jairinho e a mãe de Henry passam a primeira noite presosJairinho e Monique se declaram inocentes e alegam que Henry morreu acidentalmente. (Tânia Rêgo / Agência Brasil)

RIO DE JANEIRO - O vereador Dr.Jairinho e sua namorada, Monique Medeiros, foram encaminhados ao sistema penitenciário do Estado do Rio e passaram, nessa quinta-feira (8), a primeira noite na cadeia. Eles são suspeitos da morte do menino Henry Borel Medeiros, de quatro anos, filho de Monique, ocorrida há um mês, e tiveram a prisão preventiva decretada pela justiça.

O parlamentar está no presídio Pedrolino Werling de Oliveira, que fica no Complexo de Gericinó (Bangu). Já Monique foi levada para o Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói.

Leia mais:

Polícia não tem dúvida de que Dr. Jairinho é o autor da morte de Henry

Os dois ficarão isolados, dentro do presídio, por um período inicial de 14 dias, como medida de prevenção à disseminação da covid-19 dentro do sistema penitenciário. A medida, segundo a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária do Rio, é adotada para todos que entram nas cadeias do estado.

Jairinho e Monique se declaram inocentes e alegam que Henry morreu acidentalmente depois de cair da cama. Já a perícia indica que o corpo do menino mostrava sinais de agressão.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.