Sobre massacre em suzano

"Todo o Brasil está de luto", diz Bolsonaro

Presidente se referiu à tragédia na escola estadual de Suzano.
Pedro Rafael Vilela / Agência Brasil14/03/2019 às 22h32
"Todo o Brasil está de luto", diz BolsonaroO presidente Jair Bolsonaro participa de transmissão ao vivo nas redes sociais. (Foto: Alan Santos/PR)

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (14) que o Brasil está de luto pelas vítimas do ataque à Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP). “[Foi] uma barbaridade”, afirmou o presidente durante transmissão ao vivo, via Facebook, ao lado dos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Luiz Henrique Mandetta (Saúde). Dez pessoas morreram, incluindo os dois jovens que invadiram o colégio e atiraram nos estudantes e funcionários.

Leia também: Vítimas de ataque em Suzano são sepultadas sob aplausos e chuva

“Eu quero dizer a todos que não só nós do governo, bem como todo Brasil, ainda estamos muito chocados com o que aconteceu ontem em Suzano (SP). Nossos sentimentos, nossas condolências aos familiares e amigos. Na verdade, todo Brasil está de luto”, afirmou Bolsonaro.

Segundo Bolsonaro, o governo vai atuar para evitar outras tragédias em escolas do país. “A gente não consegue entender como é que consegue fazer isso. Leva ao que isso daí?”, afirmou Bolsonaro, prestando condolências às famílias atingidas pelo atentado. “O que for possível nós faremos para evitar outros casos.”

Apoio federal

Bolsonaro lembrou que, pela manhã, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, esteve em Suzano, onde conversou com autoridades e com familiares, prestando as condolências e oferecendo o apoio do governo federal.

Outro órgão federal, a Secretaria Nacional da Criança e do Adolescente, vinculada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, se apresentou para trabalhar em parceria com os órgãos municipais de Suzano. A proposta é adotar políticas públicas voltadas para crianças, adolescentes e familiares das vítimas do atentado no colégio.

“O município está reestruturando a própria rede, e nos colocamos à disposição. Temos tecnologias sociais, vários projetos e apoios de cooperação internacional para possibilitar a eles projetos que os ajudem a desenvolver essas políticas”, disse a secretária Nacional da Criança e do Adolescente, Petrúcia Andrade.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.