Refugiados

“É inegociável” fechar a fronteira com a Venezuela, diz Temer

Segundo Temer, sua ideia de distribuir senhas seria apenas para organizar a entrada dos venezuelanos no Brasil.
Imirante.com, com informações da Agência Brasil30/08/2018 às 13h55
“É inegociável” fechar a fronteira com a Venezuela, diz Temer“Não há isso. Não haverá”, destacou em viagem ao Rio de Janeiro. (Alan Santos / PR)

BRASÍLIA - Em meio às polêmicas causadas pelo intenso fluxo de imigrantes no Brasil, o presidente Michel Temer afirmou hoje (30) que é “incogitável e inegociável” fechar a fronteira com a Venezuela.

“Não há isso. Não haverá”, destacou em viagem ao Rio de Janeiro. Autoridades de Roraima pressionam o governo federal para o fechamento da faixa fronteiriça.

Leia também:

Governo desiste de adiar reajuste dos servidores do Executivo

Michel Temer decreta uso das Forças Armadas para reforçar segurança em Roraima

Segundo Temer, sua ideia de distribuir senhas seria apenas para organizar a entrada dos venezuelanos no Brasil. De acordo com o presidente, a proposta em estudo seria adotar dois tipos de senha: um para o venezuelano que vem ao Brasil, mas retorna ao país de origem, e outra para aquele que pretende se estabelecer em território nacional.

Temer afirmou ainda que as senhas eventualmente - distribuídas para os imigrantes que querem ficar no Brasil - têm o objetivo de ajudar na organização humanitária, como vacinação e assistência social.

Segundo estimativas oficiais, entram no Brasil diariamente, via Roraima, de 600 a 800 venezuelanos por dia. O presidente não mencionou a quantidade de senhas a ser distribuída.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.