Poliamor

Rio de Janeiro registra primeira união poliafetiva

O 15º Ofício de Notas recebeu o registro de casamento entre duas mulheres e um homem
Imirante.com05/04/2016 às 21h05

RIO DE JANEIRO - Na última sexta-feira (1°) , foi assinado um registro de casamento poliafetivo entre um homem e duas mulheres, no Rio de Janeiro. O caso foi registrado no 15º Ofício de Notas do Estado e é oficialmente a primeira união poliamorosa do Brasil.

Leandro Jonattan da Silva Sampaio, de 33 anos, é funcionário público e se uniu oficialmente pelo registro de casamento com a dona de casa Thais Souza de Oliveira, de 21 anos e a estudante de enfermagem Yasmin Nepomuceno da Cruz, também de 21 anos. Segundo Leandro, eles decidiram oficializar a união para facilitar o acesso aos direitos em comum, como plano de saúde, por exemplo.

Os três dividem uma casa de um quarto, em Madureira, e pretendem se mudar para um lugar maior para que possam aumentar a família. Yasmim, uma das mulheres de Leandro, já faz planos para engravidar e deseja registrar a criança com o nome dos três na certidão de nascimento.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.