Dicas de saúde

Saiba o que é a epidermólise bolhosa

Segundo especialistas, a doença genética da pele não é contagiosa.
Imirante*13/09/2013 às 11h12

SÃO LUÍS – Você sabe o que é epidermólise bolhosa? A doença causou constrangimento a uma mulher, que durante um voo partindo de Salvador rumo ao Rio de Janeiro, foi convidada a se retirar do avião junto com seu neto, Theo de quatro anos, que apresentava lesões na pele. A família do garoto explicou que ele possuia Epidermólise Bolhosa.

Segundo a dermatologista, Thais Ramos Cerqueira, epidermólise bolhosa (EB) é uma doença genética, caracterizada por bolhas na pele e mucosas após traumas cutâneos leves. “Não se trata de uma doença infectocontagiosa, pois a transmissão só acontece de forma hereditária”, explica.

Por causa da falta de adesão entre as células da epiderme, qualquer traumatismo – mesmo os mais leves – pode levar à formação de bolhas e ao descolamento da pele. As mais simples tarefas como trocar de roupa ou até mesmo caminhar, acabam desencadeando bolhas.

A EB não tem cura. No entanto, o indivíduo pode e deve levar uma vida normal, inclusive, frequentando lugares públicos. “Não há restrições para esses pacientes. Eles devem ter apenas o cuidado de se proteger contra traumas. O tratamento consiste em medidas gerais de proteção contra traumas como curativos, por exemplo”, esclarece a especialista.

Tipos de EB

Simples

A forma simples se caracteriza por formação de bolhas nas áreas de maior atrito como mãos, pés, joelhos, cotovelos. As bolhas cicatrizam e às vezes não deixam marcas

Distrófica

Na EB distrófica as bolhas saem por quase todo o corpo, na boca e esôfago. As bolhas que formam tubo digestivo podem cicatrizar causando estreitamento no esôfago, que leva a dificuldades para se alimentar. Há perda das unhas, e, quase sempre, há distrofias nas mãos e pés.

Juncional

A EB juncional se caracteriza por formação de bolhas por todo o corpo, boca, esôfago, com dificuldade para engolir. O mais grave problema é a má absorção dos alimentos, que evolui para a desnutrição, dificultando a cicatrização.

Fonte: APPEB - Associação de Parentes, Amigos e Portadores de Epidermólise Bolhosa Congênita.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.