Amarante do Maranhão

Madeireiros são detidos por exploração ilegal na reserva Arariboia

A madeira retirada seria vendida para um fazendeiro da região.
Angra Nascimento/Imirante Imperatriz06/09/2019 às 14h23
Madeireiros detidos. / Foto: Divulgação.

AMARANTE DO MARANHÃO - Um grupo formado por oito madeireiros foi detido na manhã desta sexta-feira (6), pela equipe dos Guardiões da Floresta, formados por índios, por exploração ilegal na reserva Arariboia, município de Amarante. Os homens estavam acampados dentro da área, e segundo os índios, muitas toras de madeira foram retiradas. A madeira retirada seria vendida para um fazendeiro da região.

Madeira apreendida. / Foto: Divulgação.

Os índios encontraram no acampamento duas folhas de papel com anotações, um controle da quantidade de madeira e por quanto era vendida. Ainda de acordo com os índios, a presença de madeireiros dentro da reserva é constante. É que os invasores contam com o apoio de outros índios para explorar a floresta.

O que mais preocupa os índios e a Fundação Nacional do índio (Funai), é que na terra de reserva indígena Arariboia, um grupo de índios vive isolado. Atividades como caça, pesca e a retirada de madeira por invasores, pode colocar em risco a existência do grupo. A Funai ressalta que o grupo que vive isolado é muito vulnerável e o contato pode causar problemas para os indígenas.

A terra indígena Arariboiá tem mais de 413 mil hectares, onde vivem cerca de 14 mil índios da etnia guajajara, além do grupo isolado awaguajá. Os madeireiros detidos foram levados para a sede da Polícia Federal, em Imperatriz, para os procedimentos legais.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.