IMPERATRIZ
Rodeio

Público lota arena de rodeio durante primeira noite de provas na 49° Expoimp

  •  
  •  

Abertura ocorre nesta quarta-feira e reuniu peões de diversos estados do país.

0
Público lota arena de rodeio durante primeira noite de provas na 49° Expoimp
Divulgação /Assessoria

IMPERATRIZ - Quem esteve na noite dessa quarta-feira (12) no Parque de Exposições Lourenço Vieira da Silva teve a oportunidade de conferir de perto a abertura do rodeio, realizado pela Cia Italo Todde. Com direito a show pirotécnico, durante o primeiro dia da competição o público lotou as arquibancadas do local e vibrou com as performances dos competidores.

A competição trouxe 22 peões de diversos estados do Brasil, como Pará, Tocantins, Mato Grosso e Maranhão. O desafio de permanecer 8 segundos montado no touro foi visto por centenas de pessoas e, para melhorar a visibilidade da plateia, esse ano a atração trouxe quatro telões instalados no centro da arena, onde o público pode avaliar a desenvoltura de cada peão, com direito a replay em câmera lenta.

Os peões que sobem nos touros precisam ficar montado no animal no mínimo 8 segundos para acumular pontos. Durante os dias de provas a soma destes pontos leva os melhores para a final que acontece no domingo (16) com entrada franca. Durante cada exibição dos peões serão dadas notas dos juízes, julgando o desempenho do touro e o estilo do cowboy. As notas ficam divididas em 50% para o peão e a outra metade é dada para o animal.

Programação do rodeio

Dia 13/07 - Cia Italo Todde, a partir das 20h

Dia 14/07 – Cia Italo Todde, a partir das 20h

Dia 15/07 – Cia Italo Todde, a partir das 20h

Dia 16/07 – Final do rodeio, a partir das 20h

Leia outras notícias em imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, Snapchat, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no YouTube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2383.

plantão i

    enquete

    VOTE QUANTAS VEZES QUISER!

    O que você acha necessário para reduzir os índices de criminalidade?

    PARTICIPAR VER PARCIAL

    redes sociais