IMPERATRIZ
Operação Falso Profeta

Pastor evangélico e viúva são presos pelo assassinato de professor

  •  
  •  

O pastor evangélico Roberval Cerejo e a viúva Rosa Santana foram presos.

0
O pastor evangélico Roberval Cerejo e Rosa Santana foram presos na manhã desta sexta-feira (6).
O pastor evangélico Roberval Cerejo e Rosa Santana foram presos na manhã desta sexta-feira (6). - Foto: Divulgação/ Polícia Civil

IMPERATRIZ – Como parte da operação denominada Falso Profeta, policiais da Delegacia de Homicídios de Proteção a Pessoa (DHPP), em Imperatriz, prenderam, na manhã desta sexta-feira (6), o pastor da Igreja Batista Vila Redenção Roberval Cerejo, 45 anos, como principal suspeito de matado a facada o professor Raimundo da Conceição Silva no dia 31 de dezembro, no bairro Vila Lobão. Com ele, foi presa a viúva do professor Raimundo, Rosa Santana da Silva, 35 anos.

A prisão do casal se deu em cumprimento a dois Mandados de Prisão Temporária (30 dias), expedidos pela Justiça. O delegado Jean Gustavo Augarbos, que investiga do crime, disse que o pastor evangélico Roberval e Rosa mantinham um relacionamento extraconjugal, situação que seria uma das motivações do homicídio. Há, ainda, outra vertente que está sendo investigada, mas falta definir a participação de Rosa no crime.

Para chegar a autoria do crime, o delegado recorreu a testemunhas e imagens de câmeras de segurança da área onde aconteceu o assassinato. Preso, Roberval se negou a falar, enquanto que Rosa admitiu o relacionamento extraconjugal, segundo o delegado.

“Desde o início a gente já imaginava que seria a pessoa próxima ao Raimundo, que teria feito isso (o crime), porque as imagens que a gente tinha, a princípio, era do carro (da vítima) entrando numa rua sem saída e não é possível ver nenhuma pessoa adentrando naquela rua depois”, disse o delegado, acrescentando que não foram encontrados sinais de arrombamento no carro da vítima. Essa situação reforçou a tese de que o autor do crime já estava no veículo com o professor e era uma pessoa muito conhecida dele.

“Ao final da rua existe um matagal, uma espécie de brejo. Então passamos a procurar imagens numa rua que fica atrás desse matagal e em uma das imagens é possível ver uma pessoa saindo desse matagal, com camisa preta, listas brancas. Uma pessoa totalmente atordoada, sobe e desce, leva as mãos em uma poça de lama e depois segue em frente”, destacou o delegado que ao chamar alguns familiares para reconhecer as imagens e “de pronto aquelas pessoas já afirmaram que aquela pessoa era o pastor Roberval”.

Possíveis motivações do crime

Para o delegado, a motivação do assassinato ainda está sendo definida, mas há a possibilidade de que o crime tenha sido em represália ao professor, que teria ameaçado contar sobre o caso extraconjugal as lideranças da Igreja. A outra situação é de que havia um seguro de vida em nome do professor que Rosa seria beneficiária.

O delegado destacou que tomou conhecimento de que Roberval Cerejo teria confidenciado que matou Raimundo em razão da ameaça de exposição do caso extraconjugaval que já durava seis meses.

Após a prisão, o casal foi levado para o complexo da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), para ser ouvido, e se reservou a não prestar depoimento. Delegado Jean Gustavo detalha sobre a prisão do casal. Vídeo mostra suspeito como autor fugindo do local do crime:

Leia outras notícias em imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, Snapchat, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no YouTube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2383.

plantão i

    redes sociais