Rússia 2018

Saiba como foi a abertura da Copa do Mundo 2018

Comparada as edições anteriores, a abertura deste ano foi reduzida e mais discreta.
Imirante.com14/06/2018 às 12h45
Ao som de 'Angels', Robbie Williams fez a abertura.

RÚSSIA - Nesta quinta-feira (14) aconteceu no Estádio Luzhnik, a abertura da Copa do Mundo em Moscou, na Rússia.

Com breve participação de Ronaldo Fenômeno, que teve a função de mostrar a taça da copa; a junção do pop russo e britânico deram vozes ao espetáculo.

Comparada as edições anteriores, a abertura deste ano foi reduzida e mais discreta.

Presidente da Rússia, Vladimir Putin, na abertura da Copa. Foto: Divulgação / Fotos Públicas



O momento mais marcante da cerimônia foi quando, ao som do hit atemporal 'Angels', Robbie Williams e a cantora soprana russa Aida Garifullina emocionaram o público.

A abertura também foi marcada pela ginástica artística, que é o esporte de maior rendimento na Rússia.

Torcida brasileira marcando presença na abertura do evento. Foto: Divulgação / Fotos Públicas

Primeira partida da Copa:

O primeiro dos 64 jogos da Copa do Mundo 2018 teve início nesta quinta-feira (14) no Estádio Luzhniki, em Moscou.. De um lado, a Rússia, anfitriã do Mundial e desacreditada. Do outro, a Arábia Saudita, sem tradição em Copas do Mundo, mas disposta a surpreender.

Estádio Luzhnik, local da abertura da Copa do Mundo em Moscou, na Rússia. Foto: Divulgação / Fotos Públicas

A Rússia é a seleção de pior posição no ranking da Fifa entre as participantes da Copa do Mundo. No momento, os russos estão em 70º lugar. Treinada por Stanislav Cherchesov, ex-jogador da antiga União Soviética, a seleção russa participa pela 11ª vez de Copas do Mundo. O destaque do time é o goleiro e capitão da equipe Akinfeev.

Nas últimas participações em Copa do Mundo, a Rússia foi eliminada na primeira fase. O melhor resultado alcançado foi em 1966, na Inglaterra, quando ficou em 4º lugar ainda disputando como União Soviética. Para a Copa, a Rússia não precisou passar pelas eliminatórias porque é o país-sede.

No ranking da Fifa, a Arábia Saudita é a segunda pior seleção participante do Mundial. Os sauditas estão em 67º lugar. Em sua quinta Copa do Mundo, a seleção conta com o comando de Juan Antonio Pizzi (que é argentino naturalizado espanhol), contratado em novembro do ano passado. Dentro de campo, a principal arma é Mohammad Al-Sahlawi. O atacante foi o principal artilheiro das eliminatórias asiáticas para a Copa, com 16 gols.

A Arábia Saudita já participou de quatro copas e a melhor campanha foi em 1994 (nos Estados Unidos), quando ficou em 12º lugar. Para a Copa na Rússia, classificou-se como campeã do Grupo A nas Eliminatórias asiáticas, com 20 pontos ganhos (seis vitórias, dois empates e nenhuma derrota).

A arbitragem da partida será sul-americana e ficará a cargo de Néstor Pitana (Argentina). É a segunda Copa do Mundo de Pitana como árbitro. Os auxiliares serão Pablo Bellati e Hernan Maidana, também da Argentina. O brasileiro Sandro Meira Ricci será o quarto árbitro. Novidade na Copa, a arbitragem de vídeo terá o comando de Massimiliano Irrati (Itália), Mauro Vigliano (Argentina), Carlos Astroza (Chile) e Daniele Orsato (Itália).

Esta é a primeira vez que Rússia e Arábia Saudita se encontram em Copas do Mundo. Até hoje, as equipes jogaram uma vez na história. Foi em um amistoso no ano de 1993. Na ocasião, a Arábia Saudita venceu por 4 a 2 em jogo realizado na cidade de Dammam (Arábia Saudita).

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.