Campeonato Brasileiro Série B

Francisco Diá rebate críticas e destaca empenho coletivo do Sampaio Corrêa

Após quatro tropeços, o Tricolor derrotou o Coritiba em sua estreia na Série B.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte14/04/2018 às 22h55

SÃO LUÍS - Pressionado por uma série de quatro jogos sem vitórias, o Sampaio Corrêa calou as críticas com uma estreia impecável no Campeonato Brasileiro Série B. Firme na marcação e veloz na transição para o ataque, a Bolívia Querida não teve dificuldades para derrotar o Coritiba por 2 a 0, em partida disputada na noite deste sábado (14), no Estádio Castelão.

Em entrevista à rádio Mirante AM, o técnico Francisco Diá fez um desabafo após receber críticas pelos tropeços recentes do Sampaio Corrêa, agradeceu aos dirigentes do Tricolor pela confiança em seu trabalho e destacou o elenco da equipe maranhense. Para Diá, o Sampaio ainda precisa melhorar muito para as próximas rodadas da Série B, mas valorizou o empenho coletivo em busca dessa evolução.

“Recebemos algumas críticas que nos deixaram chateados. A equipe classificada (na Copa do Nordeste) foi vaiada, falaram em pressão no CT, mas trabalhamos muito para dar a volta por cima. Parabéns ao grupo de jogadores, que assimilaram bem o que a gente pediu, a obediência tática sempre foi determinante nessa equipe, e não será diferente nesse Brasileiro”, afirmou o treinador.

Líder da Série B com três pontos e dois gols de saldo, ao lado do Oeste, o Sampaio Corrêa volta a atuar pela competição nacional no próximo sábado (21), às 16h30, contra o Guarani, no Estádio Brinco de Ouro. Antes, porém, o Tubarão terá um compromisso nesta quarta-feira (18), às 21h30, pela fase preliminar da Copa do Nordeste, contra um representante piauiense a ser definido.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.