Florida Cup

Time B do Atlético-MG perde para o Bayer Leverkusen

  •  
  •  

A equipe mineira estreou com derrota na Florida Cup, em Orlando, nos Estados Unidos.

0
O Atlético-MG não usou nenhum de seus titulares na estreia em 2017.
O Atlético-MG não usou nenhum de seus titulares na estreia em 2017. - Divulgação

ORLANDO (ESTADOS UNIDOS) - O time alternativo do Atlético não foi forte o suficiente para aguentar a força europeia do Bayer Leverkusen, e perdeu por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Espn World Wide of Sports Complex, em sua estreia na Copa da Flórida, em Orlando, nos EUA. O que pareceu durante a partida é que o clube alemão não teve tanta dificuldade para bater o Galo. A equipe dominou o jogo a partir dos 15 minutos do primeiro tempo e não sofreu para seguir assim. O Atlético passou por problemas durante vários momentos da partida e não conseguia ter forças para sair, tanto pelo meio quanto pelas pontas. O Atlético agora se prepara para enfrentar o Tampa Ray, no próximo sábado.

O duelo começou marcado pelo equilíbrio. No entanto, essa igualdade foi apontada por ausência da melhor técnica de futebol. Tanto o Galo quando o Bayer não conseguiam render seu melhor em campo e os dois lados mostravam consistência defensiva.

O Bayer, após os 15 minutos, passou a ter mais facilidade nas chegadas, sobretudo pelos lados do campo. A equipe alemã começou a observar que o Atlético tinha certa dificuldade pelos lados, sem falar que por estar no começo da temporada ainda tinha problemas físicos.

Com o passar do tempo, o Atlético não tinha mais forças para sair jogando. Muita fragilidade no centro do campo, com a saída de bola tendo claras dificuldades, enquanto as alas sofriam também nas escorregadas em busca do ataque.

Aos 43, o Bayer chegou com mais perigo. A equipe alemã aproveitou o erro da zaga e pegou o goleiro Uilson desprevenido. O zagueiro Jesiel chegou na última hora para tirar a redonda. No último minuto, em cobrança de falta, o arqueiro preto e branco só olhou a bola chorar no travessão.

A volta do intervalo mostrava cenário parecido ao primeiro tempo. O Galo se segurando, sem forças pelos lados e, muito menos, pelo meio. Com isso, o clube alemão levou apenas seis minutos para abrir o placar. Com cruzamento da direita, Chicharito, de cabeça, colocou no fundo das redes, sem chances para o goleiro Uilson.

Ao marcar o gol, o atacante acabou com jejum de três meses sem marcar gols, dando esperanças para a torcida alemã de dias melhores com a camisa do Bayer que tem confrontos importantes pela frente com duelos pela Liga dos Campeões.

Mesmo após sofrer o tento, o Atlético não conseguia se recuperar. As saídas de jogo ficavam cada vez mais difíceis e o Galo se complicou no meio campo. O Bayer só administrou, mas impunha sua força tanto no ataque quanto na defesa. Prova disso foi a ausência de chances preto e brancas.

E assim foi até o fim do jogo, com o Galo sendo pouco eficaz, sem forças para chegar ao ataque e observando o Bayer sendo mais forte e levando a vitória.

Leia outras notícias em imirante.com/esporte. Siga, também, o Imirante Esporte no Twitter, Instagram, Snapchat, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no YouTube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2383.

plantão i

    redes sociais