Campeonato Brasileiro

Com gol no último minuto, Figueirense vence o Vasco

O Cruz-maltino continua em situação delicada no Campeonato Brasileiro.
Gazeta Esportiva29/08/2015 às 20h52

RIO DE JANEIRO - O drama do Vasco no Campeonato Brasileiro parece não ter fim. Na noite deste sábado, no Maracanã, o time de São Januário foi derrotado pelo Figueirense por 1 a 0, gol marcado por Marcão nos acréscimos. Foi a sétima partida seguida sem vitória da equipe de São Januário, que ocupa a lanterna da competição com apenas 13 pontos ganhos. Com o resultado, o Figueirense subiu para 26 pontos e fica na 14ª posição.

Foi mais um castigo para a equipe carioca, que dominou durante a maior parte do jogo, mas esbarrou nas intranquilidade dos atacantes e nas boas defesas do goleiro Alex Muralha. Como aconteceu na partida diante do Coritiba, o Vasco sofreu o gol quando estava pressionando em busca da vitória. No último lance, Marcão passou com facilidade nas costas de Guiñazu para bater na saída de Martin Silva.

Na próxima rodada, o Vasco vai enfrentar o Internacional, no Beira-Rio. O Figueirense recebe o Grêmio, no Orlando Scarpelli.

O Vasco começou a partida no ataque e antes do primeiro minuto, criou um momento de perigo. Riascos recebe de Christiann e chutou cruzado, levando perigo ao gol de Alex Muralha. O time carioca marcava forte e impedia que o Figueirense se organizasse em campo.

Só depois dos dez minutos é que o time catarinense passou a equilibrar a partida, embora sem conseguir se aproximar da área cruz-maltina. Só aos 19 minutos é que a equipe dirigida por Renê Simões ameaçou de verdade.

Aos 15 minutos, o Vasco criou uma grande chance para marcar. Após cruzamento na área, Rafael Silva concluiu, mas a bola bateu na zaga e saiu para escanteio. Dois minutos depois, o Figueirense deu a resposta. Dudu fez grande jogada pela esquerda e cruzou para Clayton que bateu para fora.

O jogo ficou muito equilibrado e,aos 21 minutos, Alemão cabeceou com grande perigo.Um minuto depois, Rafael Silva chutou forte para grande defesa de Alex Muralha. Aos 26 minutos, Dudu entrou na área e caiu após dividir com Luan. Os jogadores catarinenses pediram a marcação do pênalti, mas o árbitro nada marcou.

Os dois times atuavam de forma ofensiva e,aos 37 minutos, Riascos tocou para Julio dos Santos na pequena área, mas Leandro Eusébio evitou a conclusão do paraguaio.

Dois minutos depois, o goleiro Alex Muralha apareceu bem, defendendo uma cabeçada de Anderson Salles. A pressão da equipe carioca aumentou e aos 41 minutos, Nenê lançou para Christianno que cruzou da esquerda, Muralha deu rebote e a bola ficou com Jean Patrick que chegou a driblar o goleiro, mas não conseguiu a conclusão.

No último lance importante da primeira etapa, Clayton tabelou com Dudu, encobriu Anderson Salles e tocou de cabeça,por cima de Martín Silva, mas a bola passou por cima do travessão, para alívio da torcida carioca.

O Vasco voltou para o segundo tempo com o meia Andrezinho no lugar do atacante Riascos. Aos dez minutos, Nenê cobrou falta e Muralha saiu com precisão para socar a bola e afastar o perigo. Dois minutos depois, o goleiro do Figueirense voltou a aparecer bem em cabeçada de Julio dos Santos.

Irritado com os erros do lateral-direito Jean Patrick, o técnico Jorginho o substituiu pelo atacante Thalles. Enquanto Thalles se juntou a Rafael Silva no ataque, o volante Serginho foi deslocado para a lateral.

Aos 22 minutos, o Vasco desperdiçou uma chance incrível para marcar. Após cruzamento da esquerda, o zagueiro Thiago Heleno falhou de forma bisonha e Thalles, inteiramente livre, demorou a concluir e acabou chutando para fora. Dois minutos depois, Rafael Silva mandou a bomba, Alex Muralha deu rebote e Thalles concluiu para fora.

Aos 28 minutos, o Vasco desarmou o Figueirense que estava avançado e arrancou em velocidade com Nenê que lançou Rafael Silva. O atacante bateu em cima da zaga quando Christianno entrava livre pel meio da área.

Aos 31 minutos, Nenê fez excelente lançamento para Christiano que apareceu na pequena área e cabeceou, mas Alex Muralha fez outra grande defesa, evitando o gol do Vasco. O Figueirense ameaçou aos 34 minutos, quando Clayton recebeu de costas para o gol e tentou colocar no canto esquerdo, mas a bola saiu, com grande perigo. Aos 37, Marcão cabeceou e Martín Silva fez boa defesa.

Aos 38 minutos, Jorginho colocou o atacante Romarinho, filho do ex-jogador Romário, para tentar aumentar o poder ofensivo do ataque. Nos minutos finais, o Vasco partiu para tentar decidir a partida, enquanto o Figueirense manteve apenas Marcão na frente. E o talismã acabou decidindo a partida. O atacante recebeu nas costas da zaga e tocou na saída de Martín Silva para definir o resultado.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.