Debate encerra a campanha ao governo do Maranhão

Imirante.com 03/10/2002 às 00h50

O debate começou com o jornalista Tonico Ferreira, da TV Globo de São Paulo, esclarecendo as regras do debate, que foram definidas para que os todos os candidatos tivessem tempo igual no vídeo.

O programa foi iniciado com o tema segurança pública, quando Raimundo Monteiro perguntou à Ricardo Murad (PSB) qual serão as medidas de seu governo de combate à violência.

Ricardo Murad começou reafirmando sua candidatura e depois apresentou as seguintes propostas: Criação da Polícia Rodoviária Estadual, informatização das polícias e instauração de novas delegacias no interior do Maranhão.

Em seguida, o candidato da coligação O Maranhão Segue em Frente, José Reinaldo Tavares, perguntou ao candidato Jackson Lago, da Frente Trabalhista, quais são suas propostas na área da educação. Jackson disse que sua principal meta é criar mais escolas de ensino médio no estado.

José Reinaldo afirmou que quando Jackson estava na Prefeitura, só era responsável por 49% dos estudantes da rede municipal, quando deveria custear 100% dos estudantes do ensino fundamental da capital.

Jackson disse que o município não tem condições financeiras para custear os 90 mil estudantes, mas José Reinaldo rebateu dizendo que este número não é verdadeiro; segundo ele, no total, a Prefeitura é responsável por 61 mil alunos.

O segundo bloco, onde os temas dos questionamentos eram livres, começou com o governador José Reinaldo Tavares cobrando de Jackson Lago, da Frente Trabalhista, esclarecimento sobre as denúncias de desvio de dinheiro público na Prefeitura de São Luís.

Jackson disse que quer que todas as denúncias sejam apuradas e defendeu-se atacando José Reinaldo, dizendo que muitas irregularidades devem existir no governo de José Reinaldo, mas ninguém investiga. Foi concedido direito de resposta à José Reinaldo, que afirmou que nunca foi acusado de nada e cobrou mais uma vez explicação sobre as denúcias a respeito da Coliseu.

No terceiro bloco do debate novamente os temas das perguntas foram determinados por sorteio. O primeiro tema foi educação superior estadual. O candidato Jackson Lago perguntou a José Reinaldo por que o governo cobra pela especialização dos professores do ensino estadual (Procad). José Reinaldo informou que o Procad está sendo custeado pelo governo do Estado desde o mês de agosto.

Ainda no terceiro bloco, Ricardo Murad questionou Raimundo Monteiro sobre os investimentos no setor industrial. Monteiro disse que o principal é melhorar os indicadores sociais e diminuir a pobreza que atinge 62% da população maranhense.

O candidato do PT disse, ainda, que irá investir principalmente na agricultura. Ricardo Murad disse que também investirá na agricultura, e na indústria, principalmente ligada ao turismo.

Depois o candidato Monteiro perguntou a Jackson Lago sobre as medidas relacionadas à habitação. Jackson prometeu construir 45 mil casas em todo o estado.

O quarto e último bloco começou com uma discussão política levantada por Ricardo Murad. Ele perguntou ao candidato Monteiro o que este achava de Jackson Lago, que começou a campanha apoiando Ciro Gomes, depois teria feito um acordo de bastidores com Roberto Rocha para apoiar José Serra e, ao fim da campanha eleitoral, estaria declarando apoio à Lula. Questionou, ainda, sobre o apoio de Sarney à Lula. Monteiro respondeu que todo apoio à Lula é bem vindo e que o apoio de Sarney não vai modificar as propostas de governo do candidato do PT.

Jackson Lago teve direito de resposta à Murad e disse que é um candidato coerente e que nunca mudou de partido. Ele disse ainda que desde o início da campanha apoia Ciro, mas diante da impossibilidade da vitória do candidato da Frente Trabalhista, resolveu declarar apoio à Lula para que este vença no primeiro turno.

O debate terminou por volta da 0h15 desta quinta-feira, último dia da campanha eleitoral.

O primeiro a ir embora foi Raimundo Monteiro. Depois, foi a vez de Jackson Lago. O candidato da Frente Trabalhista disse que acredita na vitória no dia 6 de outubro. "Toda eleição estouram essas denúncias, que depois são apuradas e esclarecidas", completou se referindo às acusações sobre desvio de verba na Prefeitura de São Luís.

José Reinaldo Tavares deixou a TV Mirante dizendo que tem certeza de que vencerá a eleição e cobrou explicações de Jackson Lago. "Tenho um relatório do TCU afirmando que sumiram R$ 7 milhões da Coliseu. Ele não explicou nada do que foi questionado", finalizou.

O último candidato a deixar o Sistema Mirante foi Ricardo Murad. Ele disse que o debate surtiu um ótimo efeito para sua campanha. "Houve uma campanha de desinformação de que eu não era mais candidato. Hoje, as pessoas podem votar com segurança no Ricardo", declarou.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.