Esporte | Prata com gosto de ouro

Rebecca Andrade conquista a prata para o Brasil na ginástica

Ao som de Bailei de Favela, a atleta chegou muito próximo ao ouro, e encantando todo o Brasil, ela conquista melhor resultado da ginástica brasileira
Com informações do GE29/07/2021 às 10h14
Rebecca Andrade conquista a prata para o Brasil na ginástica ginasta Rebeca Andrade, do Brasil, se apresenta nas barras irregulares durante a final geral feminina da ginástica artística nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, em Tóquio, nesta quinta-feira, 29 de julho de 2021 (MORRY GASH/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

Tóquio - Depois de um salto impecável e apresentação nas barras assimétricas, a ginasta Rebecca Andrade, ao som de Baile de favela, conquistou não só o coração de todos, mas também o segundo melhor lugar na ginástica individual feminina das olimpíadas. Com 57,298 pontos, Rebeca só ficou atrás da americana Sunisa Lee, que somou 57,433 pontos. O bronze foi para a russa Angelina Melnikova, com 57,199 pontos.

A atleta, de 22 anos, se tornou a primeira brasileira a conquistar uma medalha na ginástica artística dos Jogos Olímpicos, que por muito pouco não foi ouro, após a perca de descemos ao dar dois passos para fora no solo do Baile de Favela.

Rebecca ainda vai disputar mais duas finais em Tóquio: domingo, 01, no salto, e segunda-feira, 02, no solo.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte