Cidades | Taxa

Alta de preços na cidade de São Luís foi de 0,43%, em abril

É o segundo mês de queda no índice de alta dos preços; no mês anterior foi de 0,70%, sendo que em fevereiro, tinha sido de 0,83%
12/05/2021
Alta de preços na cidade de São Luís foi de 0,43%, em abrilIPCA de abril teve forte impacto do grupo habitação (1,57%), decorrente da elevação de 4,12% no subitem energia elétrica residencial (Paulo Soares / O Estado)

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de abril, em São Luís, registrou elevação de preços de 0,43%. Houve uma desaceleração no aumento de preços em relação ao mês anterior, março, cujo aumento de preços tinha sido de 0,70%. É o segundo mês de desaceleração no nível de aumento de preços, pois que em fevereiro, o IPCA de São Luís ficou na casa de 0,83%. No caso de São Luís, esse número de abril ficou acima da média do IPCA do Brasil: 0,31%.

Dos nove grupos de despesa, composto cada um por vários subitens, as maiores altas foram observadas no grupo habitação (1,57%, impacto de 0,23 p.p.), artigos de residência (1,08%, impacto de 0,05 p.p.), saúde e cuidados pessoais (1,05%, impacto de 0,14 p.p.), vestuário (0,88%, impacto de 0,05 p.p.), e alimentação e bebidas (0,73%, impacto de 0,18 p.p.).

Importante observar que nem sempre ter maior variação de preço significa maior impacto. O peso do grupo de despesa na composição do índice geral é de suma importância no impacto da formatação final e o peso do grupo de despesa, por sua vez, depende do quão é significativo no orçamento das famílias.

Em quatro grupos de despesa houve recuo de preços, com destaque para transporte, -0,96%, impactando em -0,18 p.p. a formatação final do IPCA. Os combustíveis em geral tiveram uma redução no mês de abril na ordem de 2,61%, com destaque para gasolina (2,73%), interrompendo 5 meses consecutivos de aumento, tendo acumulado nesse período, de novembro de 2020 a março de 2021, uma alta de 24,4%. Além da gasolina, houve queda de preço no óleo diesel de -0,52%, e o mesmo subitem tinha um acumulado de novembro de 2020 a março de 2021 na ordem de 22,2%.

A gasolina, dentre cerca de aproximadamente 250 subitens que são pesquisados mensalmente em São Luís, é o que tem maior peso na composição do IPCA. Ademais, contribuíram para o recuo de preço no grupo transporte, os subitens ônibus interestadual (-5,5%), motocicleta (-0,59%), conserto de automóvel (- 0,47%) e automóvel usado (-0,58%). Os demais grupos de despesa que tiveram queda de preços no mês de abril não tiveram grande impacto no sentido de puxar os preços para baixo: comunicação (-0,49%), educação (-0,16%) e despesas pessoais (-0,10%).

Inflação

A inflação do grupo habitação no mês de abril se deu muito em decorrência da elevação de 4,12% no subitem energia elétrica residencial, em função da variação positiva do pis/cofins. De todos os cerca de 250 subitens para os quais se faz levantamento de preços em São Luís, a energia elétrica residencial é o segundo de maior peso na composição do IPCA e, no mês de abril, foi o que mais impactou positivamente na formatação final do índice de preços. Além de energia elétrica residencial, afetaram a variação de preços do referido grupo de despesa os itens de artigos de limpeza, tais como amaciante e alvejante (5,07%) e sabão em pó (0,38%), e itens de reparos, a exemplo de revestimento para piso e parede (1,56%), areia (2,79%), cimento (0,66%) e material de eletricidade (1,29%).

O grupo alimentação e bebidas é o de maior peso dentro da composição do IPCA, pois no orçamento das famílias que residem em São Luís é o que, na média dessas famílias, tem maior relevância nos gastos mensais. Certamente que quanto menor a classe de renda monetária da família maior peso e impacto terá esse grupo de despesa. Depois de duas quedas consecutivas de preços, -0,23% e -0,28%, meses de fevereiro e março, respectivamente, no mês de abril, os preços voltaram a crescer, desta feita no montante de 0,73%.

Mais

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 1 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange, ao todo, 16 regiões: as dez principais regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e Brasília. Para o cálculo do índice do mês de abril/2021, foram comparados os preços coletados no período de 30 de março a 29 de abril de 2021 (referência) com os preços vigentes de 2 a 29 de março de 2021 (base).

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte