Cidades | Proteína

Preço alto de carnes faz aumentar consumo de ovos no Brasil

Nas lojas do Grupo Mateus esse aumento foi de 33,35% no comparativo de janeiro com março
08/04/2021 às 17h30
Preço alto de carnes faz aumentar consumo de ovos no BrasilOvo é um ingrediente fundamental em diversas preparações e o aumento do consumo dessa proteína no Brasil reflete na mesa da população (Divulgação)

São Luís - Quando as carnes estão muito caras, a tendência do consumidor é incluir ovos no cardápio como fonte de proteína. Segundo dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) em 2021, a produção brasileira de ovos pode aumentar 5% em comparação com 2020, e o consumo, por sua vez, pode ser de 265 unidades por pessoa durante o ano.

Nas lojas do Grupo Mateus esse aumento de consumo pode ser comprovado nas vendas, no comparativo de janeiro de 2021 com março houve um crescimento de 33,35% na vendas de ovos, de fevereiro para a março foi um crescimento de 7,18% e na média bimestral foi uma aumento de 18,84%.

Mas não foi só esse motivo que contribuiu para o crescimento no consumo. A quebra de alguns mitos sobre o ovo também influenciaram na mudança de hábitos alimentares dos brasileiros.

O ovo além de ser um alimento versátil e de fácil preparo, contém inúmeros benefícios, é uma proteína completa, ou seja, contém todos os aminoácidos, vitaminas A, D, E e do complexo B, fósforo, ferro e cálcio. É um ingrediente fundamental em diversas preparações, como bolos, pães e massas, além de desempenhar diferentes papéis, como acrescentar valor nutricional, dar leveza (aeração) às preparações, emulsionar e/ou estruturar as receitas.

Dicas de como consumir ovos
A forma mais saudável de consumir ovos é cozida, pois nenhuma gordura é adicionada, além de conter poucas calorias e ser prático de preparar. O ovo deve ser muito bem cozido para não haver possibilidade do risco de contaminação pela salmonela.

O ovo mexido é uma das formas mais fáceis e deliciosas de preparo, pois é possível acrescentar temperos, como orégano, para dar mais sabor. Em vez de manteiga ou azeite no preparo, use um pouco de água e uma frigideira antiaderente para não grudar. Outra ótima opção é utilizar óleo de coco, que não perde as propriedades naturais em altas temperaturas.

Ao consumir o ovo frito devemos lembrar que as calorias aumentam devido à presença da gordura utilizada, como manteiga, azeite ou óleo. É bom lembrar que os óleos vegetais em alta temperatura transformam-se em gordura trans, muito prejudicial à saúde.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte