Enfermidade

Em 21 dias de 2021, São Luís teve 15 mortes por Covid-19

Dados da SES apontam que 1.321 pessoas morreram na capital maranhense em decorrência do novo coronavírus desde março do ano passado até o último dia 21; registro é de 27.484 pessoas infectadas

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h17
Em São Luís, pacientes com a Covid-19, transferidos de Manaus, são tratados no Hospital Universitário
Em São Luís, pacientes com a Covid-19, transferidos de Manaus, são tratados no Hospital Universitário (HU-UFMA)

São Luís - Em São Luís, no decorrer dos primeiros 21 dias deste ano, já ocorreram 15 óbitos em decorrência da Covid-19, de acordo com os dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Desde o início dos casos da doença, em março do ano passado, até o último dia 21, foram registrados 1.321 mortes neste município.

Ainda segundo a SES, nos últimos 21 dias, 94 infectados da Covid-19 morreram em todo o estado. Apenas em São Luís, foram 15 óbitos e 27.484 casos confirmados da doença. A taxa de ocupação de leitos da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Grande Ilha é de 67.42%, enquanto, dos leitos clínicos de 69,63%.

Um dos casos de óbitos, ocorridos na capital, foi o de um paciente transferido de Manaus para São Luís. Ele estava internado no Hospital Universitário Presidente Dutra (HU-UFMA), no Centro, e faleceu durante a madrugada de quinta-feira, 21. A assessoria do hospital informou que o paciente teve uma parada cardiorrespiratória, em decorrência de complicações da Covid-19, e precisou ser entubado e ligado ao respirador na noite da quarta-feira, 20, porém não resistiu.

O HU-UFMA desde o dia 15 vem recebendo infectados da Covid-19 de Manaus, por causa do alto número de internações da doença no Amazonas e a falta de insumos, como oxigênio. Ainda no último dia 21, 11 desses pacientes tiveram alta médica e 12 continuam internados no hospital federal universitário.

Primeiros óbitos
Os quatro primeiros óbitos que ocorreram no Maranhão em decorrência do novo coronavírus tiveram como vítimas moradores da capital. A primeira morte foi confirmada pela SES dia 29 de março. O paciente tinha 49 anos, apresentava um histórico médico de hipertensão e estava internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade Operária.

O segundo caso foi de uma idosa, de 89 anos. Ela estava internada em um hospital de São Luís e era cardiopata, hipertensa e apresentava diagnóstico de câncer de mama. O terceiro paciente que morreu devido à infecção pelo novo coronavírus foi um idoso de 70 anos.

Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Carlos Macieira, localizado no Calhau, era hipertenso, obeso e diabético. A quarta morte pela doença foi de uma idosa, de 74 anos. Ela estava estava internada desde o dia 29 de março, no Hospital São Luís, e morreu no dia 6 de abril.

Também na capital houve a morte de um líder religioso em decorrência dessa mazela. O padre José Bráulio Sousa Ayres, de 66 anos, faleceu no dia 18 de junho do ano passado e estava internado em um hospital particular, no bairro Bequimão.

SAIBA MAIS

Pico
Em relação ao Maranhão, de acordo com os dados da SES, o dia 28 do mês de junho do ano passado registrou a maior quantidade até o momento de mortes pelo novo coronavírus em 24h, desde o mês de março, quando se iniciou a pandemia, um total de 39 óbitos. Entre estes casos,15 mortes ocorreram na capital maranhense, naquele dia.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.